PremiumHá tanto Brasil para lá do óbvio

Escreveu Drummond de Antrade que tinha “apenas duas mãos e o sentimento do mundo”. Em ano de bicentenário da independência, o Brasil permanece um país que nos suscita uma vastidão de sentimentos, anseios e sonhos. Tão vastos quanto a sua imensidão. Pretexto para descobrir paisagens mil e relaxar em recantos que ainda não estão no radar das multidões.

Brasil é independente há 200 anos, mas é muito mais americano do que português. A cultura de Hollywood seduz muito mais do que o cinema ou a música made in Portugal. A língua, contudo, foi sempre motivo de enamoramento (e não só). E a literatura sempre exerceu um profundo magnetismo. Dos dois lados do Atlântico, versos e paisagens entrelaçaram-se para criar melodias que habitam o imaginário de ambos, portugueses e brasileiros. E se Saramago e Pessoa são apenas dois dos nomes venerados da literatura portuguesa no Brasil, por cá não faltarão indefetíveis de Jorge Amado e Carlos Drummond de Andrade, para mantermos o doce equilíbrio do “dueto”.

Antes de prosseguirmos esta flânerie terra adentro, pois é isso que nos traz a terras do Brasil, talvez importe recordar a riqueza humana deste imenso país, feita da mestiçagem entre povos indígenas, africanos e europeus. Percorrer este vastíssimo território é descobrir muitas realidades e culturas paralelas, mas também constatar que há uma unidade fundamental sob a diversidade, os regionalismos, os bairrismos – uma cultura comum cujo eixo é a língua portuguesa, em solitário confronto com o vasto meio circundante de fala hispânica.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Premium1828, a revolução das carnes

Provavelmente, estas são as melhores carnes do mundo e podem ser degustadas no Steak house 1828, um dos 12 espaços de restauração que constituem a oferta gastronómica diversificada do WOW – World of Wine, em Vila Nova de Gaia.

PremiumMudar o sector alimentar para atingir metas de carbono zero

Mesmo que todas as emissões nocivas fossem imediatamente interrompidas, as emissões do sistema alimentar global seriam suficientes para elevar o limite de subida da temperatura global em 1,5°C graus.

PremiumGiorgia Meloni tem dois amores que em nada são iguais

Matteo Salvini com certeza estará convencido que os Irmãos de Itália lhe roubaram a vitória que lhe estava prometida desde há quatro anos e esse pode ser o pior pesadelo de Meloni.
Comentários