Haverá quarto resgate à Grécia? Comissão Europeia não descarta

O comissário europeu para Assuntos Económicos e Financeiros, Pierre Moscovici, não descarta que a Grécia precise de um quarto resgate, ainda que este não esteja nos planos.

“Não estamos a considerar um quarto programa, três já são demais”, disse hoje Moscovici num encontro com a imprensa no final da visita de dois dias a Atenas, durante a qual se reuniu com o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, e alguns membros do Governo.

O comissário europeu afirmou ainda que o objetivo é que o atual programa de resgate seja concluído em 2018 mas reconheceu que para isso é necessário que haja “êxito até ao final” e por isso “não posso descartar um quarto programa”.

“Queremos que o programa seja fechado com êxito”, reforçou Moscovici sustentado pela forma positiva como foram avaliadas as primeiras duas revisões deste terceiro resgate grego.

O comissário mostrou-se confiante em que a Grécia e os seus credores cheguem a um acordo técnico esta semana sobre a atual revisão do programa de medidas, de forma que na reunião do Eurogrupo da próxima segunda-feira possa ser aberto um debate sobre o alívio da dívida.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.

Bruxelas favorável a limite de preço para gás russo

“A Europa enfrenta a chantagem energética da Rússia, e a procura global de gás é mais elevada do que a oferta. Precisamos de trabalhar ao longo de toda a cadeia para enfrentar o desafio. Primeiro, temos de agir no ponto em que o gás entra no nosso mercado. Estamos a negociar com os nossos fornecedores fiáveis de gás de gasoduto. Se isto não trouxer resultados, então é possível um preço máximo”, declarou a comissária.

Governo reconhece necessidade de “valorizar salários” e espera acordo na Concertação Social

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares discursava no Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, no âmbito da conferência “Em nome do futuro: os desafios da juventude”, organizada pela Santa Casa da Misericórdia e pela Rádio da Renascença.
Comentários