Herdade do Monte da Ribeira exporta para Ásia e América Latina

O reforço da vertente exportadora vai ser intensificado em 2017 em mercados como Taiwan, Japão, Malásia, Coreia do Sul, Singapura, Colômbia ou México. Faturação deverá subir 20% em 2016.

A Herdade do Monte da Ribeira (HMR), produtora de vinhos e azeites com a marca Pousio, deverá fechar o presente ano com uma faturação de cerca de 1,2 milhões de euros, o que representa um crescimento de cerca de 20% face ao volume de negócios de um milhão de euros obtido no ano passado.

“O objetivo é chegar ao final deste ano com 23% da produção exportada para 16 países. Em 2017, pretendemos passar a vertente de exportação para 35% a 40% e eventualmente abrir mais um ou dois mercados internacionais”, revela António Nora, diretor de vinhos da HMR.

Eleita “Produtor Vinícola do Ano” em 2016, a HMR já exporta para países como a China, Moçambique, Brasil, Estados Unidos da América, Canadá, Alemanha, Suíça, Bélgica, Holanda, Reino Unido, Polónia ou República Checa. No processo de identificação de mercados prioritários para fazer face à quebra de exportações, por exemplo, para Angola, a HMR pretende entrar em novos mercados asiáticos, como a Coreia do Sul, Singapura, Vietname, Taiwan, Japão e Malásia, e em dois novos mercados na América Latina, como a Colômbia e o México, alvos que deverão ser trabalhados em 2017.
“Este é um objetivo muito forte, muito grande. Já está muito bem preparado. O que não conseguirmos fazer este ano, vamos conseguir avançar em 2017”, defende António Nora.

A HMR apresenta uma produção média anual de 400 a 450 mil garrafas de vinho, tinto e branco. Em anos de excepcional qualidade, a HMR produz uma outra marca de vinhos, a Marmelar.
Outra meta apontada por António Nora para o futuro é “manter um investimento médio anual de 250 mil euros”. Grande parte desse esforço financeiro será canalizada para o projeto de reconversão da vinha, que deverá estar concluído nos próximos dois anos, mas cujos efeitos na produção só deverão fazer-se sentir daqui a cinco anos.
Segundo António Nora, os vinhos da marca Pousio e Marmelar (o topo de gama produzido apenas em anos excepcionais) vêm conquistando cada vez mais destaque no panorama nacional e internacional. Um dos trunfos da HMR é que os seus vinhos marcam presença na carta de vinhos do The Peninsula Shangai, um dos mais prestigiados hotéis daquela que é considerada a maior cidade da China e o maior mercado comprador a nível mundial de Rolls Royce.
António Nora reclama ainda que os vinhos da HMR – os referidos Pousio, tintos e brancos, Colheita, Escolha e Reserva – são uma das quatro marcas de vinhos a nível nacional e a única no Alentejo que possui um selo de falsificação para garantir que o produto chega ao consumidor final inalterado.

No mercado interno, António Nora explica que cerca de 75% das vendas são no canal HORECA (Hotelaria, Restauração e Cafetaria), sendo os restantes 25% assegurados pelas vendas nas grandes superfícies. Essa relação de forças deverá ser de 80% para o canal HORECA e de 20% para as grandes superfícies já em 2017. E António Nora adianta que “temos privilegiado a distribuição que ataque o canal da restauração porque temos vinhos muito gastronómicos”. No caso específico da restauração, este responsável da HMR acredita que a região onde têm mais exposição é no Algarve e, em termos gerais, em toda a zona costeira do País, incluindo a Grande Lisboa e o Grande Porto. “A grande aposta vai ser na Grande Lisboa, que ainda não é o nosso principal mercado”, admite António Nora.

Quanto ao balanço da campanha vitivinícola deste ano, António Nora sublinha que “o Alentejo teve dois anos consecutivos de colheita baixa, o que, se calhar, é uma oportunidade para reposicionar os produtos e os preços”.
AHMR tem uma extensão de cerca de mil hectares. Paralelamente à produção de vinho, a Herdade produz ainda 900 toneladas de azeitona por ano, transformadas em azeite e exportadas, na sua maioria, para o mercado espanhol e francês. O olival da Herdade, com cerca de 200 hectares, tem quatro regimes de cultivo: superintensivo, intensivo, tradicional de regadio e tradicional de sequeiro. Além do vinho e do olival, a HMR dispõe ainda de terrenos, localizados no concelho da Vidigueira, com floresta mediterrânica e uma pequena produção de nozes.

Recomendadas

Startup de biotecnologia alemã angaria 8,5 milhões e vai recrutar em Portugal (com áudio)

“Os produtos da MicroHarvest vão ter várias aplicações, entre as quais, por exemplo, como um ingrediente para as rações de aquacultura”, garante o investidor Carlos Esteban, da sociedade portuguesa Faber.

Estes são os finalistas do Prémio Empreendedorismo e Inovação do Crédito Agrícola

Vegan Bio Foods, Portugal Bugs e Ethical Meat destacaram-se na categoria de Alimentação. Saiba quais são os restantes candidatos a vencedores dos prémios anuais do banco.

Restaurant Brands Iberia notifica Autoridade da Concorrência da compra da Burger King

A notificação da operação de concentração de empresas foi efetuada a 8 de agosto e dá conta da aquisição pela RBI do controlo exclusivo sobre a Iber King Restauração e sobre a Lucra, detidas pelo grupo Ibersol, e sobre um conjunto de estabelecimentos que operam em Portugal e Espanha sobre a marca Burger King.
Comentários