Hoje às 17h, não perca a JE editors Talks: Saídas Profissionais

Saiba como vão as instituições de ensino, empresas e alunos reinventar metodologias e encontrar na crise pandémica uma oportunidade de diversificar as suas saídas profissionais numa conversa em direto, esta sexta-feira, às 17h.

 

É inegável o impacto profundo que a pandemia do novo coronavírus tem tido e continuará a ter no tecido empresarial e industrial português. Numa altura em que as instituições de ensino superior preparam o próximo ano letivo, convém parar e refletir sobre as mudanças que poderão ocorrer nesta nova realidade: novas exigências profissionais, novas soft skills e, sobretudo, novas saídas profissionais.

Saiba como podem estas instituições reformular, adaptar e criar novos planos de ensino de forma a não só reforçar a oferta formativa mas também a estar preparadas para eventuais cenários semelhantes. Da mesma forma, empresas, alunos e profissionais esforçam-se para transitar para novos métodos de trabalho, novas carreiras e novas oportunidades.

Esta JE editors Talk conta com a participação do ISEG Lisbon School of Economics & Management e da Universidade Portucalense.

Poderá assistir em direto já esta sexta-feira, às 17h, através do site ou do Facebook do Jornal Económico.

 

Este conteúdo patrocinado foi produzido em colaboração com o ISEG Lisbon School of Economics & Management e a UPT.

Recomendadas

Europa poderá enfrentar um apagão da rede móvel neste inverno

Várias autoridades do sector de telecomunicações receiam que um inverno rigoroso, aliado às ameaças vindas da Federação Russa, coloque a infraestrutura de telecomunicações da Europa numa situação debilitante, até porque geralmente os países europeus não possuem geradores com capacidade para fazer backup de energia por períodos mais longos.

Rácio de crédito malparado na banca melhora para 3,4% no segundo trimestre

A queda “reflete a diminuição dos NPL (-4,0%) e o aumento dos empréstimos produtivos (+1,8%)”, explica o supervisor da banca. A rentabilidade também melhorou.

Programa “Consolidar” mobiliza 752 milhões para fomentar a consolidação de PME

Foram divulgadas as 14 sociedades que iram constituir 14 novos fundos de capital risco. A dotação global disponível é de 752 milhões de euros para capitalizar empresas, promovendo o crescimento, expansão e consolidação de projetos empresariais (PME e mid caps).
Comentários