Hoje é celebrado o Dia Internacional da Consciencialização sobre Perdas e Desperdício Alimentar

Na Europa, todos os anos, cerca de 89 milhões de toneladas de alimentos são deitados ao lixo. Em Portugal, estima-se que cada português desperdice cerca de 134 kg de alimentos por ano. Enquanto isto 1/6 da população mundial passa fome.

Esta efeméride tem como objetivo sensibilizar as pessoas para evitarem o desperdício alimentar, uma vez que a população afetada pela fome tem aumentado desde 2014, ao passo que toneladas de comida são desperdiçadas diariamente.

Portanto, o combate ao desperdício alimentar deve ser encarado não só do ponto de vista ambiental, mas também como uma questão económica que cumpre os objetivos de desenvolvimento sustentável.

Na Europa, todos os anos, cerca de 89 milhões de toneladas de alimentos são deitados ao lixo. Em Portugal, estima-se que cada português desperdice cerca de 134 kg de alimentos por ano. Enquanto isto 1/6 da população mundial passa fome.

As nossas decisões, tanto económicas, como ambientais, têm desgastado recursos que são escassos.  Referimo-nos não só a alimentos, mas também à água e energia, solo agrícola, força de trabalho e matérias-primas necessárias para a produção alimentar e ainda ao nosso dinheiro.

As sobras alimentares de ontem podem ser recriadas e tornarem-se pratos principais hoje. Podemos encontrar alternativas muito interessantes e saudáveis para as refeições em casa e até para os almoços e lanches para o seu trabalho ou para a escola.

Evitar o desperdiço alimentar também envolve criatividade. Usar as sobras de carne num empadão, transformar pão duro em torradas ou fruta madura em batidos são formas simples e fáceis de reutilizar alimentos.

Informe-se connosco e veja o nosso vídeo sobre o tema.

 

Conte com o apoio da DECO MADEIRA através do número de telefone 968 800 489/291 146 520, do endereço eletrónico deco.madeira@deco.pt. Pode também marcar atendimento via Skype. Siga-nos nas redes sociais Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin e Youtube!

 

 

Recomendadas

Saiba que erros evitar na gestão das finanças pessoais

Faça um Plano Financeiro. Defina objetivos a curto, médio e longo prazo, mas que consiga cumprir. Quantifique-os e defina prazos. Calcule pequenas metas a curto prazo para os atingir e mantenha-se focado nesses objetivos, sem ser demasiado ambicioso.

PremiumEconomia abranda, mas desemprego resiste

A economia voltou a desacelerar no terceiro trimestre, mas o mercado de trabalho parece estar a resistir. Inflação já pressiona empregadores, mas desemprego mantém-se em níveis baixos.

Salários reais caem pela primeira vez neste século e deixam milhões de trabalhadores em dificuldades

Há milhões de trabalhadores em dificuldades: os salários reais têm caído, pelo que são precisas, avisa a OIT, medidas que protejam o poder de compra. Em Portugal, o Governo já ajustou, por exemplo, a trajetória do salário mínimo com essa intenção em mente.
Comentários