Hoje há “O Jogo Económico”. Pode uma SuperLiga europeia pôr em causa a Liga portuguesa?

Hoje, a partir das 21h00, no site do Jornal Económico, vamos debater as possíveis consequências associadas ao surgimento de uma eventual SuperLiga europeia. A Liga portuguesa ficaria ameaçada? Não perca mais uma edição de “O Jogo Económico”.

Hoje, às 21h00, não perca mais uma edição do programa “O Jogo Económico”, o espaço de debate económico onde o desporto é ‘rei’.

Na edição de hoje, os comentadores residentes, o jornalista João Marcelino e o advogado e consultor Luís Miguel Henrique, moderados por Andressa Pedry, vão debater as possíveis consequências para a Liga portuguesa da eventual criação de uma SuperLiga Europeia, que reúna os melhores emblemas do futebol do “Velho Continente”, relegando assim para segundo plano os campeonatos nacionais.

Segundo o “Sportbild”, a ideia de Stephen Ross passa por uma SuperLiga fechada, de 24 equipas, sem promoções ou relegações e que se perfila como um grupo restrito das melhores equipas do continente europeu, um espaço que contaria com conjunto das cinco grandes Ligas do continente europeu (Premier League, La Liga, Ligue 1, Bundesliga e Serie A) e que viria substituir a Liga dos Campeões. Esta competição não iria colidir com o calendário dos campeonatos nacionais.

A partir das 21h00 de hoje, acompanhe o debate no site do Jornal Económico.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Portugal é o terceiro favorito a ganhar o Mundial, prevê casa de apostas

Após o triunfo por 6-1 frente à Suíça, resultado que colocou Portugal no caminho de Marrocos nos quartos-de-final do Mundial, a Seleção comandada por Fernando Santos é agora a terceira favorita a ganhar a competição, empatada com a Argentina e a Inglaterra.

Respostas Rápidas: Que jogadores de Portugal mais podem valorizar neste Mundial?

Da baliza ao ataque, da Luz ao Dragão passando por Madrid, a prestação da Seleção portuguesa no Mundial pode dar muito a ganhar em 2023, sobretudo aos clubes que “emprestam” os seus melhores ativos para a prova de seleções de excelência a nível mundial. Saiba que jogadores poderão sair mais valorizados com a promessa das milhões para o fecho de contas do primeiro semestre da temporada.
Comentários