Hoje há “O Jogo Económico”. Portugueses são sinónimo de milhões de euros no mercado de transferências

Hoje, a partir das 21h00, no site do Jornal Económico, vamos debater os motivos que levam os clubes europeus a gastar tantos milhões de euros em jogadores portugueses no ‘defeso’ futebolístico. Não perca mais uma edição de “O Jogo Económico”.

Hoje, às 21h00, vai poder ver mais uma edição do programa “O Jogo Económico”, o espaço de debate económico onde o desporto é ‘rei’.

Na edição de hoje do programa que aborda os aspetos económicos e financeiros do desporto, os comentadores residentes, o jornalista João Marcelino e o advogado e consultor Luís Miguel Henrique, vão debater as razões pelas quais os portugueses são, esta altura da época futebolística onde assistimos às transferências mais ‘astronómicas’, sinónimo de investimentos avultados por parte dos grandes emblemas europeus.

Como exemplo, um dos mais reputados clubes europeus, a Juventus, desembolsou, em poucos dias, uma verba superior a 150 milhões em dois jogadores portugueses: João Cancelo e, claro, Cristiano Ronaldo.

A partir das 21h00 de hoje, acompanhe o debate no site do Jornal Económico.

Se ainda ainda não viu o programa da semana passada, acompanhe aqui como o nosso painel analisou a chegada de Ronaldo a Turim.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta segunda-feira.

Santos Silva nega problema com o Qatar e assegura tranquilidade aos emigrantes (com áudio)

O presidente da Assembleia da República (AR), Augusto Santos Silva, assegurou hoje que não há qualquer problema de relacionamento entre Portugal e o Qatar, e salientou que todos os portugueses residentes naquele país asiático “podem estar tranquilos”.

Mundial2022: Federação do Irão acusa a dos EUA de suprir símbolo de Alá

“Num ato não profissional, a página do Instagram da Associação Americana de Futebol removeu o símbolo de Alá da bandeira iraniana”, denunciou agência de notícias oficial Irna, que revelou o facto da federação iraniana ter enviado um email à FIFA “para exigir que envie um aviso sério” à sua congénere.
Comentários