Homem que participou no ataque ao Capitólio condenado a mais de sete anos de prisão

Reffitt fazia parte da milícia “Texas Three Percenters” e disse a alguns dos membros deste grupo armado que tinha a intenção de arrastar pelos tornozelos a presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, para fora do Capitólio “com a cabeça a bater em todos os degraus”.

Guy Reffitt, miliciano que participou na invasão ao Capitólio em 2021 com uma arma de fogo e armadura corporal, foi condenado a sete anos e três meses de prisão, a sentença mais longa até agora para os invasores.

Reffitt fazia parte da milícia “Texas Three Percenters” e disse a alguns dos membros deste grupo armado que tinha a intenção de arrastar pelos tornozelos a presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, para fora do Capitólio “com a cabeça a bater em todos os degraus”.

O texano aparece em vídeos de 6 de janeiro de 2021 mostrando o confronto da multidão com os polícias que protegiam o Capitólio. Estava armado com uma Smith & Wesson, levava algemas de zíper e tinha um capacete com uma câmara de vídeo. Recuou quando foi atingido por spray pimenta, incentivando os outros invasores a quebrarem a barreira policial.

Preso há 19 meses, foi o primeiro dos atacantes a ser julgado e condenado por todas as acusações – obstrução da sessão do Congresso, interferência com polícias do Capitólio e ameaças aos filhos adolescentes.

Segundo o testemunho do filho Jackson, de 19 anos, Guy Reffitt ameaçou-o a ele e à irmã de 16, dizendo que se o denunciassem eram traidores e que os traidores “são baleados”.

Além dos 87 meses de prisão, foi ainda condenado a mais três anos de supervisão após o cumprimento da pena e o pagamento de dois mil dólares.

A pena é um pouco menos de metade daquilo que o procurador federal tinha pedido à juíza Dabney Friedrich, 15 anos de prisão, apelidando Reffitt de terrorista interno que tinha a intenção de remover e substituir membros eleitos do Congresso.

Ainda assim, 87 meses será a pena mais longa a ser cumprida desde que mais de 840 invasores começaram a ser acusados e julgados pela tentativa de insurreição, que tinha como objetivo manter Donald Trump no poder depois de Joe Biden ter vencido as eleições.

Antes de Reffitt, dois invasores já tinham sido condenados a cinco anos e três meses de prisão efetiva. Todos os invasores que foram a julgamento (sete) foram condenados. Cerca de 340 acusados declararam-se culpados e 220 já receberam as sentenças, que foram de prisão efetiva em metade dos casos.

Para sustentar o caso contra Reffitt, os procuradores federais contaram com o testemunho do miliciano Rocky Hardie, também parte dos Three Percenters, que viajou com ele até Washington.

A milícia Three Percenters baseia-se no mito de que apenas 3% dos americanos lutaram contra os britânicos na Guerra Revolucionária.

Recomendadas

Investigação sobre documentos secretos na propriedade de Trump nas “fases iniciais”

A investigação do Departamento de Justiça norte-americano sobre se o ex-presidente Donald Trump armazenou ilegalmente registos confidenciais na sua propriedade na Florida ainda está “nas suas fases iniciais”.

Estónia alvo de ciberataques russos

O grupo hacker russo Killnet já reivindicou a responsabilidade pelo ataque, segundo o “The Guardian”.

PAIGC considera ilegal decisão do juiz de impedir realização do congresso

O PAIGC denunciou o que diz ser uma decisão ilegal do Tribunal de Relação que impede o partido de realizar o seu 10.º congresso, que deveria começar na sexta-feira e vem sendo adiado há meses.
Comentários