Hóspedes têm de estar isolados no fim de ano? Restaurantes fecham a que horas? AHRESP esclarece

A partir das 23h00 de amanhã, no alojamento turístico só poderão estar hóspedes e trabalhadores da unidade, alerta a associação.

Para ajudar os empresários da hotelaria e da restauração a perceberem como é que poderão funcionar durante a noite de fim de ano, especificamente sobre que tipos de serviços poderão disponibilizar e até que horas, a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) emitiu um nota com os detalhes sobre as medidas implementadas pelo Governo.

Na nota enviada à imprensa esta quarta-feira, a AHRESP explica os vários cenários no funcionamento dos serviços de restauração e bebidas num estabelecimento de alojamento turístico durante a última noite de 2020.

“A limitação de horários de funcionamento/encerramento não se aplica aos Alojamentos Turísticos (alínea d) do artigo 14.º  do Decreto n.º 11-A/2020, de 21 de dezembro); Os Alojamentos Turísticos poderão continuar a oferecer serviço de refeições nos termos em que habitualmente vêm prestando esse serviço a todos os clientes (hóspedes e passantes) até às 22h30 horas, como qualquer outro estabelecimento de restauração inserido ou não em alojamento turístico localizado em Portugal continental”, lê-se na nota.

A AHRESP acrescenta que “após as 22h30 horas, o serviço de refeições é exclusivo para hóspedes, tal como habitualmente prestado. Deverão ser cumpridas todas as regras sanitárias definidas pela DGS (orientação 023/2020 e Guia de Boas Práticas AHRESP) para a restauração”.

A associação deixa o alerta que “a partir das 23h00 horas e, tendo em conta a proibição de circulação na via pública (Artigo 49.º-A do Decreto n.º 11-A/2020, de 21 de dezembro), no alojamento turístico só poderão estar hóspedes e trabalhadores da unidade”.

No caso dos hóspedes, a AHRESP sublinha que “em momento algum, estão obrigados a estar confinados ao quarto, podendo usufruir dos serviços e áreas comuns do empreendimento sempre que o desejem e a unidade de alojamento o permitir, cumprindo as regras sanitárias”.

Recomendadas

Talent Protocol compra empresa canadiana ligada à blockchain

A escolha recaiu sobre a Agora Labs, fundada por um grupo de quatro adolescentes. Matthew Espinoza (agora com 20 anos) e Freeman Zhang (de 19 anos) juntam-se à equipa da startup portuguesa dos ‘tokens’ para profissionais talentosos.

Networkme recebe um milhão de euros para expandir negócio na Península Ibérica

O financiamento foi liderado pela sociedade de capital de risco Big Sur Ventures, que conta com a participação do banco espanhol Bankinter, através da Fundação Inovação Bankinter.

UNITA quer esclarecimentos do Governo sobre greve dos pilotos da TAAG

O sindicato dos pilotos da companhia aérea de bandeira de Angola convocou uma greve entre os dias 7 (amanhã) e 16 de outubro.
Comentários