Hotel mais emblemático de Macau cancela contagem decrescente de ano novo

“Ao entrar em 2021, a SJM está solidária com o povo de Macau na salvaguarda da saúde e segurança da comunidade, e em acolher um novo ano brilhante”, de acordo com o comunicado.

O hotel mais emblemático de Macau, Grand Lisboa, anunciou o cancelamento da contagem decrescente de ano novo, numa medida de prevenção contra a covid-19, apesar de o território não registar casos há mais de cinco meses.

Esta decisão, explicou o grupo Sociedade de Jogos de Macau (SJM), fundado pelo magnata do jogo Stanley Ho, foi tomada “de acordo com os esforços de controlo de doenças do Governo da RAEM [Região Administrativa Especial de Macau] para evitar grandes reuniões”.

O evento costuma acolher milhares de pessoas e realiza-se no exterior do hotel.

“Ao entrar em 2021, a SJM está solidária com o povo de Macau na salvaguarda da saúde e segurança da comunidade, e em acolher um novo ano brilhante”, de acordo com o comunicado.

Na terça-feira, ao presidir à reunião do Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus, o chefe do Executivo de Macau, Ho Iat Seng, advertiu que, apesar de o território não registar casos há mais de cinco meses, a covid-19 “continua a sua propagação a nível mundial, existindo muitos fatores incertos nas zonas adjacentes a Macau, razão pela qual, os serviços, devem manter o alerta máximo e adotar medidas de combate para evitar a reentrada do coronavírus e causar uma nova epidemia local”.

Em 08 de dezembro, o Instituto Cultural (IC) de Macau anunciou o cancelamento das “atividades de passagem de ano 2020”, incluindo o habitual programa de fogo-de-artifício, devido à pandemia da covid-19.

“Assim, o programado fogo-de-artifício para a passagem de ano, com o apoio da Direção dos Serviços de Turismo, será cancelado”, indicou o IC, num comunicado.

“Um grande fluxo de pessoas”, como em anos anteriores, “representa um risco coletivo” e “para dar prioridade à segurança da saúde pública, não serão realizadas as atividades da passagem de ano”, salientou.

Habitualmente, o programa da passagem do ano inclui “dois espetáculos em Macau e na Taipa”, com “um grande número de artistas no exterior e locais” e “mais de 30 mil participantes”, acrescentou.

Macau foi dos primeiros territórios a ser atingido pela pandemia, em finais de janeiro, tendo registado apenas 46 casos. Atualmente, não tem nenhum caso ativo.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.636.687 mortos resultantes de mais de 73,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta segunda-feira.

Novo mecanismo de ‘financiamento verde’ para África faz primeiro negócio de 100 milhões

O Fundo de Liquidez e Sustentabilidade (LSF), criado pela UNECA e pelo Afreximbank, fez o seu primeiro negócio de 100 milhões de dólares, potenciando as emissões de dívida pública ‘verde’ dos países africanos, incluindo Angola.

China diz que repórter da BBC preso “não se identificou como jornalista”

A China disse hoje que o jornalista da BBC, detido no domingo, durante um protesto em Xangai, não se identificou como jornalista, após a cadeia televisiva britânica ter revelado que um dos seus colaboradores foi preso e “espancado” pela polícia.
Comentários