Huawei lança mais uma edição de programa formativo em Portugal

“Este ano, fruto das circunstâncias, o programa adotou um formato digital, para que o contexto que vivemos não impedisse os alunos portugueses de ter acesso a uma experiência enriquecedora que os aproxima da realidade das empresas”, explica a empresa.

Freepik

A Huawei anunciou o lançamento em Portugal da quinta edição do programa de formação Seeds for the Future destinado a alunos das áreas de Engenharia Eletrónica e de Comunicações, Informática ou similares.

A formação que terá a duração de uma semana e será feita online permitirá aos estudantes selecionados acesso a visitas virtuais; apresentações e trocas de experiências com colaboradores da Huawei; e cursos com especialistas nas áreas de tecnologia, liderança e tendências da indústria.

Segundo a Huawei, os objetivos desta nova edição passam por «capitalizar o facto de o programa ser digital para incrementar a flexibilidade dos conteúdos programáticos e oferecer mais oportunidades para que os participantes ampliem os seus horizontes e perspetivas de carreira».

A Huawei implementou o programa em Portugal, em 2015, que se enquadra num movimento de aprofundamento da ligação da Huawei com as universidades portuguesas, do qual fez parte também o programa ICT Academy em Portugal, uma iniciativa de transferência de conhecimento para as universidades nacionais; o laboratório 5G que está a ser implementado em conjunto com a Universidade de Aveiro e o Instituto de Telecomunicações; e os protocolos de cooperação, como o assinado em 2019 com o Instituto Superior Técnico.

Diogo Madeira da Silva, head of Relações Públicas e Comunicação da Huawei Portugal, refere que o Seeds for the Future «é, desde há vários anos, um programa bandeira para a Huawei Portugal, ao abrigo do qual várias dezenas de estudantes portugueses tiveram a oportunidade de viajar até à Ásia, conhecer a sede da Huawei e aprender com os profissionais e investigadores da empresa».

O responsável explica o muda nesta edição: «Este ano, fruto das circunstâncias, o programa adotou um formato digital, para que o contexto que vivemos não impedisse os alunos portugueses de ter acesso a uma experiência enriquecedora que os aproxima da realidade das empresas. Portugal precisa de talentos qualificados para responder às necessidades e ambições para o futuro do país, e este programa é um dos nossos contributos para esse desígnio».

PCGuia
Recomendadas

Fenprof vai manifestar-se em frente à Assembleia da República a 4 de outubro

O evento tem hora marcadas para as 15h00 horas e contará com momentos musicais e intervenções sindicais.

Número de inscritos no ensino superior atinge máximo histórico com mais de 433 mil estudantes

“Este resultado mantém Portugal na trajetória necessária para atingir as metas de qualificação de longo prazo”, aponta o Governo.

BE quer que beneficiários de bolsa de estudo do Ensino Superior recebam um complemento extraordinário

O BE quer que os estudantes que recebem apoios obtenham um complemento extraordinário no valor anual de 50% do valor do indexante dos apoios sociais.
Comentários