Hungria começa vacinação um dia antes do arranque na União

Médicos e profissionais de saúde húngaros começaram este sábado a ser vacinados, na sequência da chegada dos primeiros carregamentos da vacina contra a covid-19 da Pfizer-BioNTech.

Médicos e profissionais de saúde húngaros começaram este sábado a ser vacinados, na sequência da chegada dos primeiros carregamentos da vacina contra a covid-19 da Pfizer-BioNTech, contrariando os planos de vacinação coordenada da União Europeia (UE), que arranca no domingo.

Segundo a agência Associated Press (AP), não se conhecem os motivos que levaram a Hungria a iniciar a vacinação um dia antes do previsto para todos os Estados-membros da UE, que receberam as primeiras remessas de vacinas hoje e na sexta-feira.

As autoridades da Eslováquia também anunciaram que planeiam começar a administrar as suas primeiras doses esta noite.

Num vídeo divulgado aquando do lançamento da vacina, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, considerou que este é “um momento comovente de unidade”.

“Hoje, começamos a virar a página de um ano difícil. A vacina contra a covid-19 foi distribuída em todos os países da UE. A vacinação começará amanhã [domingo] em toda a UE “, disse a responsável.

A Hungria recebeu esta manhã a primeira remessa de 9.750 doses – o suficiente para vacinar 4.875 pessoas, já que são necessárias duas doses por pessoa – que foram, de seguida, encaminhadas para o Hospital Central South Pest, em Budapeste.

O governo húngaro disse que quatro outros hospitais, dois em Budapeste e outros nas cidades de Debrecen e Nyiregyhaza, também receberão vacinas do primeiro carregamento.

As vacinas desenvolvidas pela BioNTech e pela Pfizer começaram a chegar aos países da UE na sexta-feira, em camiões que garantem a manutenção de uma temperatura extremamente baixa, provenientes de um centro de produção na Bélgica.

O lançamento da vacina resulta da coordenação de todos os 27 Estados-membros da UE, contribuindo, também, para a projeção de uma imagem de unidade, após negociações difíceis em torno de um acordo comercial pós-Brexit com o Reino Unido.

As primeiras doses, no entanto, são limitadas a pouco menos de 10.000, na maioria dos países, com os programas de vacinação em massa previstos para arrancar apenas em janeiro.

Recomendadas

OE2023: “É insano pretender que a política orçamental seja a salvadora de todos”, diz coordenador da UTAO

Em entrevista à Lusa, Rui Nuno Baleiras, coordenador da Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO), defende que a política orçamental não pode anular o efeito da política monetária, sob pena de agravar as condições futuras.

OE2023: Municípios exigem “cumprimento rigoroso” da Lei das Finanças Locais

Em declarações à agência Lusa, o vice-presidente do Conselho Diretivo da ANMP Ribau Esteves recordou que o “acordo de compromisso” firmado com o Governo envolve um conjunto de medidas nas áreas da Educação e da Saúde.

Topo da Agenda: o que não pode perder nos mercados e na economia esta terça-feira

O Governo discute hoje em Conselho de Ministros extraordinário a proposta de Orçamento do Estado para 2023, que deverá dar entrada no parlamento na próxima semana. No Luxemburgo, estão agendados discursos de Lagarde e Enria. Saiba o que esperar desta terça-feira.
Comentários