IFRRU 2020 atinge 1.400 milhões de investimento contratado em reabilitação urbana

Instrumento de incentivo à reabilitação urbana indica que 203 dos 430 contratos celebrados serão para edifícios de uso habitacional, sendo os restantes 210 destinados a atividades económicas.

O Instrumento Financeiro para a Reabilitação e Revitalização Urbanas (IFRRU2020) atingiu no mês de outubro os 1.400 milhões de euros de investimento contratado para a reabilitação urbana, informou o Ministério das Infraestruturas e da Habitação em comunicado esta terça-feira, 15 de novembro.

Dos 430 contratos celebrados ao abrigo do programa, 203 serão para edifícios de habitação, sendo os restantes 210 destinados a atividades económicas e 17 a equipamentos de utilização coletiva, como equipamentos culturais públicos e sociais e de apoio social e residências para estudantes.

A grande maioria (345) os projetos são promovidos por empresas e os restantes por particulares, IPSS e câmaras municipais.

O mesmo comunicado revela que já estão reabilitados 142 projetos em áreas de reabilitação urbana, “sendo já 89 os municípios das várias regiões do país com financiamentos IFRRU 2020, promovendo assim o desenvolvimento e a coesão territorial”.

Recomendadas

GuestReady expande operações de Alojamento Local para a Região Autónoma da Madeira

A aquisição da AYS Madeira Property Management marca a estreia do grupo especializado na gestão de alugueres a curto e médio prazo naquela região, depois de já ter adquirido a Oporto City Flats, em 2019, e a The Porto Concierge, em 2021.

ORES Portugal compra três hipermercados por 26,2 milhões que alugará ao Continente (com áudio)

Os três ativos imobiliários são objeto de contratos de arrendamento de longa duração com o Continente, do grupo Sonae, segundo um comunicado da SIGI do Bankinter e da Sonae Sierra.

Renda média da habitação com aumento homólogo de 320 euros em novembro

Em relação a novembro de 2021, os valores das rendas mais do que duplicaram em Évora (111,3%), que passou a ser o terceiro distrito mais caro (1.234 euros) depois do Porto e Lisboa, onde o valor da renda chega quase aos dois mil euros.
Comentários