Iker Casillas regressa ao Real Madrid para diretor-geral adjunto da Fundação

“Iker Casillas é uma lenda do Real Madrid, representa os valores do nosso clube e é o melhor guarda-redes da nossa história. Para o Real Madrid é um orgulho voltar a receber um dos seus grandes capitães”, refere o clube da Liga espanhola de futebol em comunicado.

O Real Madrid anunciou hoje que o antigo guarda-redes Iker Casillas, que terminou a carreira no FC Porto, vai regressar ao clube para desempenhar as funções de diretor-geral adjunto da sua Fundação.

“Iker Casillas é uma lenda do Real Madrid, representa os valores do nosso clube e é o melhor guarda-redes da nossa história. Para o Real Madrid é um orgulho voltar a receber um dos seus grandes capitães”, refere o clube da Liga espanhola de futebol em comunicado.

O Real Madrid lembra os 19 títulos que o antigo guarda-redes conquistou ao longo de 25 anos no clube, entre eles três Ligas dos Campeões, três Mundiais de clubes e cinco campeonatos, para além de um Mundial e dois Europeus ao serviço da seleção espanhola.

Depois de sair do Real Madrid em 2015, Casillas prosseguiu a sua carreira no FC Porto, até que, em maio de 2019, sofreu um enfarte do miocárdio durante um treino e acabou por abandonar o futebol.

Nas suas redes sociais, Casillas mostrou-se orgulhoso por “voltar a casa”, garantindo que parte para este novo desafio com “toda a vontade do mundo”.

Recomendadas

António Costa e Pedro Sánchez querem um Mundial2030 “para a paz”

“Já demonstrámos capacidade para organizar eventos de primeira linha. Portugal e Espanha estão prontos para receber, juntamente com a Ucrânia, o Mundial de futebol de 2030. Queremos um campeonato para a paz, mostrar o melhor do desporto, mas também os melhores valores da Europa”, escreveu o primeiro-ministro luso na rede social Twiiter, mensagem que também foi publicada pelo presidente do governo espanhol.

Revista de imprensa nacional: as notícias que estão a marcar esta quarta-feira

“Governo vai mexer nos escalões do IRS no próximo ano”; “Polícias proibidos de disparar com balas reais contra multidões”; “22 mil milhões de euros para a banca”

Vieira diz que divulgação de emails foi “estratégia do FC Porto para manchar nome do Benfica”

O antigo presidente do Benfica Luís Filipe Vieira afirmou hoje em tribunal que a divulgação de emails sobre o clube no Porto Canal foi “uma estratégia do FC Porto para manchar o nome” do clube lisboeta.
Comentários