IL acusa câmara de Cascais “de incompetência perante repetição das cheias”

Para a IL o presidente da câmara de Cascais preocupa-se “mais com as iluminações de Natal que com os verdadeiros problemas do concelho”. De recordar que a chuva, desta madrugada, causou inundações em casas e nas áreas ribeirinhas no concelho de Cascais.

A Iniciativa Liberal Cascais acusou, esta terça-feira, o presidente da Câmara, Carlos Carreiras, “de incompetência e passividade perante uma situação recorrente na Baixa de Cascais”.

Em comunicado, Miguel Barros, coordenador da IL Cascais apontou que “mais uma vez assistimos à baixa de Cascais transformada num vasto lago de água castanha com avultados prejuízos materiais para os comerciantes e residentes”.

“Há anos que a Iniciativa Liberal vem alertando para a necessidade de encontrar uma solução de longo prazo para o problema de escoamento da Ribeira das Vinhas no seu troço final. Carlos Carreiras tem simplesmente ignorado todos os alertas, prova que este executivo autárquico se preocupa mais com as iluminações de Natal que com os verdadeiros problemas do concelho”, sublinhou Miguel Barros.

Ao longo da madrugada e da manhã desta terça-feira, a chuva causou algumas inundações em casas e nas áreas ribeirinhas, no concelho de Cascais.

Tendo em conta o sucedido, os liberam exigem que “o executivo autárquico se comprometa a apresentar uma solução de longo prazo para este problema” e que “Carlos Carreiras preste um esclarecimento completo e detalhado sobre o que ocorreu, nomeadamente a mobilização de meios de proteção civil, bem como informação sobre o sistema de alerta de cheias na Ribeira das Vinhas, cujo estado de operacionalidade é desconhecido”.

Durante uma visita à baixa de Cascais, esta manhã, o presidente da Câmara Municipal comentou a noite de mau tempo. “Sentiu-se maior impacto aqui na baixa de Cascais, o que é tradicional por via da ribeira das Vinhas, e também em Tires, muito especialmente por via da ribeira das Marianas, e também algumas situações junto à ribeira de Sassoeiros e à ribeira de Caparida”, explicou à “Renascença” Carlos Carreiras.

Esta terça-feira, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) alertou para o agravamento da situação meteorológica às 13h00 em várias regiões do país, com valores extremos de precipitação.

Recomendadas

TAP: PS esclarece que viabilizará proposta de inquérito do BE com abstenção

O Grupo Parlamentar do PS esclareceu que viabilizará a proposta de inquérito parlamentar do Bloco sobre a TAP através da abstenção, corrigindo a posição assumida pelo deputado Carlos Pereira.

Trabalhadores dos impostos criticam Autoridade da Concorrência

O Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos (STI) partilhou o alerta deixado pela Odem dos Contabilistas sobre os problemas no Portal da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), apontando o seu mau funcionamento.

Ministro da Saúde diz que o SNS registou em 2022 a maior atividade assistencial da sua história

O ministro da Saúde afirmou que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) desenvolveu em 2022 a “maior atividade assistencial da sua história, com os hospitais públicos a baterem o recorde de consultas médicas e cirurgias.
Comentários