IL sobre OE2022: “Há demasiada negociação dos aspetos conjunturais e pouca estratégia e ambição”

O líder da Iniciativa Liberal justificou, depois de uma conversa com Presidente da República, que “mais uma vez, este Orçamento dispõe ainda da suspensão dos limites de dívida e de défice, dispõe de taxas de juros anormalmente baixas”.

Manuel de Almeida/LUSA

O líder da Iniciativa Liberal (IL), João Cotrim Figueiredo, considerou esta sexta-feira que na proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) “há demasiada negociação dos aspetos conjunturais e pouca estratégia”.

Depois de se ter reunido com o Presidente da República, João Cotrim Figueiredo explicou aos jornalistas que a “leitura que temos feito dos Orçamentos é de que há demasiada negociação dos aspetos como digo conjunturais e pouca estratégia e pouca ambição”. De recordar que a IL foi o primeiro partido a anunciar que iria votar contra o OE2022.

“Mais uma vez, este Orçamento dispõe ainda da suspensão dos limites de dívida e de défice, dispõe de taxas de juros anormalmente baixas. Dispõe de tudo isso e não consegue por o país a crescer porque ao contrário do que disse o senhor ministro das Finanças, se olharmos para os anos de 2023, 2024, 2025 o país não vai convergir”, sublinhou Cotrim Figueiredo.

O líder liberal aproveitou para dizer que Marcelo partilhou com o partido que “já sente à mais tempo que os temas estruturais , de estratégias do país. Não estão a ter um reflexo pleno nas escolhas orçamentais que vão sendo feitas ano após ano”.

João Cotrim Figueiredo pediu ainda que não seja desperdiçada esta oportunidade de recuperar a economia “seja por más escolhas públicas, seja por um contexto político em que os partidos privilegiem a conjuntura da estratégia e foi essa a essência da conversa”.

Entre os partidos de direita, além da IL também o PSD e CDS já disseram que vão votar contra o próximo Orçamento.

Relacionadas

PSD vai votar contra o OE2022. “Não tem uma estratégia de longo prazo”, critica Rui Rio (com áudio)

Segundo o líder social democrata, a versão proposta de Orçamento do Estado para 2022 “não privilegia aquilo que é importante que é justamente o apoio ao tecido produtivo”.
Recomendadas

Portugal registou 18.315 mil casos e 37 mortes de Covid-19 na última semana

A Direção-Geral da Saúde contabilizou mais 2.049 infeções em comparação à semana anterior.

PremiumConferência do Jornal Económico debateu os grandes temas de 2023

O auditório principal do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) recebeu na passada sexta-feira, 16 de setembro, a conferência do sexto aniversário do Jornal Económico.

Assista na quinta-feira à JE Talks: Guia do Investimento Imobiliário (com áudio)

Esta semana as JE Talks olham para as tendências de crescimento e perspetivas que se irão sentir no mercado de investimento imobiliário, um tema que segue na sexta-feira para as bancas com a edição impressa do Jornal Económico. Assista a esta conversa em direto no próximo dia 22 de setembro, às 15h00.
Comentários