Imobiliário europeu continua forte no 3º trimestre. Alemanha lidera

Números preliminares das transações imobiliárias para o 3º trimestre de 2015 revelam que o volume de investimento na Europa alcançou os 59,3 mil milhões de euros, mais 24% do que no 3º trimestre de 2014. Os resultados do investimento imobiliário no 3º trimestre cimentaram a posição da Europa como um “porto seguro” para o capital […]

Números preliminares das transações imobiliárias para o 3º trimestre de 2015 revelam que o volume de investimento na Europa alcançou os 59,3 mil milhões de euros, mais 24% do que no 3º trimestre de 2014.

Os resultados do investimento imobiliário no 3º trimestre cimentaram a posição da Europa como um “porto seguro” para o capital global, com os números preliminares avançados pela JLL a alcançarem os 59,3 mil milhões de euros, mais 24% do que em igual período do ano passado (um crescimento de 4% em dólares). No acumulado do ano, a Alemanha é o mercado europeu com melhor performance, com o volume de investimento imobiliário a crescer 46% face aos primeiros nove meses de 2014, na sequência de um 3º trimestre muito forte.

Portugal alinha com a tendência europeia. O 3º trimestre foi também bastante dinâmico, com a JLL Portugal a apurar um volume de investimento imobiliário de 679 milhões de euros, dos quais apenas um valor residual (1%) foi originado em investidores nacionais. Com o valor transacionado neste trimestre, o investimento imobiliário em Portugal no acumulado do ano (janeiro a setembro) é já de 1.632 milhões de euros, superando em 30% o nível mais elevado atingido no mercado português (1.253 milhões de euros, em 2007). Do total investido ao longo de 2015, 86% é proveniente de investidores estrangeiros.
“Desde o início de 2015, o investimento em imobiliário comercial na região EMEA tem-se mantido forte, com uma subida de 19% para um volume total de 162 mil milhões de euros”, disse Richard Bloxam, Head de EMEA capital Markets, JLL. “A região beneficiou do crescente apetite dos investidores por ativos seguros, conjugado com uma elevada liquidez que procura retornos estáveis. Com muitos negócios ainda sobre a mesa, esperamos que esta robustez continue até final do ano”.

A Alemanha tem sido um mercado de destaque em 2015, com um investimento global de 13,5 mil milhões de euros no 3º trimestre, traduzindo um crescimento de 79% face ao período homólogo. Os volumes de investimento registados no Reino Unido no 3º trimestre ficaram cerca de 18% abaixo do 3º trimestre do ano anterior, mas no acumulado do ano continuam 11% acima de 2014. Em França, depois de um 2º trimestre relativamente fraco, os volumes de investimento recuperaram 56% no 3º trimestre.

OJE

Recomendadas

GuestReady expande operações de Alojamento Local para a Região Autónoma da Madeira

A aquisição da AYS Madeira Property Management marca a estreia do grupo especializado na gestão de alugueres a curto e médio prazo naquela região, depois de já ter adquirido a Oporto City Flats, em 2019, e a The Porto Concierge, em 2021.

ORES Portugal compra três hipermercados por 26,2 milhões que alugará ao Continente (com áudio)

Os três ativos imobiliários são objeto de contratos de arrendamento de longa duração com o Continente, do grupo Sonae, segundo um comunicado da SIGI do Bankinter e da Sonae Sierra.

Renda média da habitação com aumento homólogo de 320 euros em novembro

Em relação a novembro de 2021, os valores das rendas mais do que duplicaram em Évora (111,3%), que passou a ser o terceiro distrito mais caro (1.234 euros) depois do Porto e Lisboa, onde o valor da renda chega quase aos dois mil euros.