PremiumImperial Brands aposta em Portugal para crescer

Um estudo da multinacional, em Portugal 72% dos fumadores nunca tentaram tabaco eletrónico, o que representa um potencial margem assinalável de negócio, apesar das dúvidas sobre os riscos de saúde.

Portugal é uma das apostas de futuro para a Imperial Brands, holding do grupo britânico Imperial Tobacco, um dos maiores grupos no setor do tabaco a nível mundial, que está a fazer a sua transição do tabaco tradicional para formas alternativas, como o tabaco eletrónico. Apesar da pequena dimensão do mercado nacional, em comparação com outros na Europa ou do outro lado do Atlântico, no mercado nacional existe ainda uma grande parte dos fumadores tradicionais que não experimentou este tipo de produtos.

Segundo os mais recentes estudos da Imperial Brands, a que o Jornal Económico teve acesso, em Portugal, 26% da população tem o hábito de fumar (smoking prevalence) cigarros tradicionais, nem que seja uma vez por dia. Destes, cerca de 6% pararam ou tentaram através de alternativas como as pastilhas para deixar de fumar e 8% experimentaram ou tentaram os cigarros eletrónicos. Mas 72% deste universo de fumadores nunca tentaram o cigarro eletrónico ou vaping.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Venezuela prepara acordos com petrolífera Chevron após alívio de sanções

A Venezuela anunciou hoje que vai assinar, nas próximas horas, acordos com a petrolífera norte-americana Chevron para impulsionar o desenvolvimento local de empresas mistas (capital público e privado) e a produção de petróleo.

“Via Verde rejeita categoricamente qualquer acusação de burla” que circule no Portal da Queixa

“Sempre que um cliente passa numa portagem e a transação falha, a Via Verde comunica diretamente com o cliente a dar conta de um eventual problema”, justifica. “Este alerta visa sempre proteger os clientes. Se o problema for confirmado, o cliente pode subscrever um plano Via Verde ou, se assim preferir, comprar um identificador novo”, esclarece fonte oficial da empresa ao JE.

ORES Portugal compra três hipermercados por 26,2 milhões que alugará ao Continente

Os três ativos imobiliários são objeto de contratos de arrendamento de longa duração com o Continente, do grupo Sonae, segundo um comunicado da SIGI do Bankinter e da Sonae Sierra.
Comentários