Impresa conclui emissão de obrigações no valor de 30 milhões

A Impresa anunciou que concluiu com sucesso a emissão de obrigações, por subscrição particular, no montante de 30 milhões de euros, com um prazo de quatro anos, superando “as melhores expectativas do grupo de media”. Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a dona da SIC adianta que a operação conta […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

A Impresa anunciou que concluiu com sucesso a emissão de obrigações, por subscrição particular, no montante de 30 milhões de euros, com um prazo de quatro anos, superando “as melhores expectativas do grupo de media”.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a dona da SIC adianta que a operação conta com um cupão indexado à Euribor a seis meses acrescida de 4% e que o BESI foi o ‘sole lead manager’ da emissão.

“Esta operação enquadra-se na estratégia de financiamento da Impresa, que visa a extensão do perfil de maturidades da sua dívida, a diversificação das fontes de financiamento e a redução do seu custo”, adianta.

Num outro comunicado, a Impresa sublinha que “esta emissão superou as melhores expectativas do grupo de media”.

Para o presidente executivo do grupo, Pedro Norton, esta operação teve um “grande sucesso”.

Isto porque “conseguimos uma taxa de juro bastante atrativa. O nosso objetivo era aproveitar o facto dos juros estarem mais baixos para nos refinanciarmos a um custo mais baixo, reduzindo assim o custo da nossa dívida”, explicou Pedro Norton.

“Temos feito um grande esforço de redução da nossa dívida, que hoje está em níveis totalmente sustentáveis. Conseguimos reduzir em quase 25% a nossa dívida desde 2008”, adiantou.

“Este ano, a Impresa apresenta o nível mais baixo de dívida da última década”, apontou Pedro Norton, que destacou que “o sucesso desta emissão de obrigações foi mais uma grande prova de confiança por parte do sistema financeiro e o reconhecimento do trabalho” que a Impresa tem vindo a desenvolver.

Recomendadas

Sonaecom rasga acordo com Isabel dos Santos

“À Sonae passa a ser imputada uma participação na NOS de cerca de 36,8% do capital social e dos direitos de voto nessa sociedade”, detalha a empresa liderada por Cláudia Azevedo.

Fenadegas pede apoio para adegas cooperativas e produtores de vinho

A Fenadegas diz que “contrariamente às expetativas criadas, nas medidas anunciadas pelo governo para colmatar os efeitos negativos desta crise, não foi previsto nenhum apoio específico para os produtores de vinho e suas unidades de vinificação”.

Goldman Sachs prevê queda de 1% do PIB da zona euro até ao segundo trimestre

“Os sectores químico e automóvel da Alemanha confirmam que o ritmo de paralisações por causa do aumento dos custos de energia provavelmente acelerará”, reforçam os economistas do Goldman Sachs.