Impresa vende mais de 20% da Lusa por 1,25 milhões

No comunicado da CMVM é possível ler que “a Impresa incorreu em perdas, tendo, em consequência, registado imparidades ainda nas contas de 2020 no montante de 24.925 euros”.

Foto cedida

O grupo Impresa vendeu uma participação de 22,35% da agência Lusa, por 1,25 milhões de euros, segundo informação divulgada na página da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

Em comunicado a dona da “SIC” e “Expresso” dá conta de que “que celebrou, nesta data, com a Páginas Civilizadas, LDA. o contrato de compra e venda definitivo” de  476.064 ações, que se traduzem em 22,35% do capital social da Lusa. A empresa a quem foi vendida percentagem da Lusa pertence a Marco Galinha.

No comunicado é possível ler que “a Impresa incorreu em perdas, tendo, em consequência, registado imparidades ainda nas contas de 2020 no montante de 24.925 euros”.

“Esta alienação foi realizada no âmbito da concretização do Plano Estratégico para triénio 2020-2022, e do reposicionamento da atividade da Impresa, com um enfoque primordialmente nas componentes do audiovisual e do digital”, sublinha ainda a empresa.

Recomendadas

Sindicato: CGD recusa negociação salarial que produza efeitos em 2022

“Perante esta situação lamentável e infelizmente recorrente, o STEC vai, obviamente, solicitar o início de negociações a partir de 13 de outubro, procurando, como sempre, pela via do diálogo, encontrar respostas para a situação aflitiva que muitos trabalhadores e reformados da CGD já estão a viver”, indica o sindicato. 

Bankinter alia-se à gestora Edmond de Rothschild para lançar um fundo que investe no metaverso

O Bankinter torna-se o primeiro banco em Portugal a lançar um fundo de investimento centrado na indústria que desenvolverá o metaverso.

Euribor em máximos de uma década

O que pode fazer para cobrir a subida dos juros do seu empréstimo à habitação?
Comentários