Incêndios: Chega retira proposta de inquérito sobre SIRESP para voltar a entregar com “novos dados”

O Chega retirou a sua proposta para constituição de uma comissão eventual de inquérito parlamentar sobre o SIRESP, e indicou que vai entregar uma nova iniciativa, com “novos dados”, depois da discussão do Orçamento do Estado.

A retirada da proposta do Chega de um inquérito parlamentar “para avaliação do processo de reestruturação do Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP), desde os incêndios de 2017 até ao presente” foi anunciada no início da reunião plenária de hoje pela secretária da Mesa, Maria da Luz Rosinha.

Questionada pela Lusa, fonte oficial do Grupo Parlamentar do Chega indicou que o partido retirou a proposta porque quer “acrescentar novos dados”, apontando que o âmbito do inquérito “não muda”.

A mesma fonte disse que a nova proposta será apresentada depois do final da discussão do Orçamento do Estado para o próximo ano – cuja votação final global está agendada para sexta-feira – mas não precisou uma data.

A proposta tinha sido entregue na Assembleia da República no dia 21 de outubro e retirada 11 dias depois, a 01 de novembro, de acordo com a informação disponível no ‘site’ do parlamento.

Na iniciativa de inquérito parlamentar agora retirada os deputados do Chega queriam que o parlamento avaliasse “todo o processo de reestruturação do SIRESP levado a efeito após os incêndios de 2017 por vários membros do Governo, e em vários governos, incluindo nessa avaliação o aviso de abertura e as peças do concurso internacional para a adjudicação da gestão e manutenção do SIRESP”.

E também que fossem analisadas pelos deputados “as decisões dos vários membros do Governo que, durante aquele período, tutelaram o SIRESP, seja em relação com a gestão corrente deste sistema, seja em relação com o processo de reestruturação em curso”.

Recomendadas

Eutanásia: o referendo da discórdia. Ouça o podcast “Maquiavel para Principiantes”

“Maquiavel para Principiantes”, o podcast semanal do JE da autoria do especialista em comunicação e cronista do “Jornal Económico”, Rui Calafate, pode ser ouvido em plataformas multimédia como Apple Podcasts e Spotify.

Votação na especialidade da eutanásia agendada para hoje após três adiamentos (com áudio)

O debate e votação na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias do texto, que tem por base projetos de lei do PS, Iniciativa Liberal, BE e PAN, já foi adiado três vezes.

Associação dos municípios aprova acordo para descentralização na ação social

Com este acordo, “no próximo ano, a transferência de competências tornar-se-á universal”, segundo a ANMP.
Comentários