Independentistas catalães querem paralisar o Barcelona-Real Madrid com 18 mil pessoas

O ‘Tsunami Democràtic’ quer 18 mil pessoas em redor do estádio para uma manifestação contra a sentença do processo que condenou vários independentistas catalães.

Um movimento pró independentista conta com mais de 18 mil pessoas inscritas para paralisar o jogo entre as duas maiores potências futebolísticas espanholas, Barcelona e Real Madrid que se vai realizar em Camp Nou, o estádio do Barcelona, no próximo dia 18 de dezembro.

O ‘Tsunami Democràtic’ escolheu quatro pontos de concentração ao redor do estádio para uma manifestação contra a sentença do processo que envolve pessoas e partidos separatistas, segundo o El Mundo.

Uma das preocupações para as autoridades prende-se com o facto de haver muitas pessoas que vão participar na manifestação e têm bilhete para o jogo. Sabe-se que vão haver algumas ações no decorrer do jogo, dentro do estádio, mas o movimento separatista não quis adiantar quais as formas de protesto a fim de evitar que estas sejam condicionadas pelas autoridades.

O ‘El Clássico’ como é apelidado, é um dos jogos de futebol que atrai mais pessoas em todo o mundo, e espera-se que estejam a assistir mais de 650 milhões de pessoas.

No comunicado do ‘Tsunami Democràtic’ lê-se “a Catalunha vive uma situação de excecionalidade, e é necessário atuar de forma excecional”. Sobre a motivação da manifestação “neste momento uma parte importante da população catalã está a sofrer problemas de exclusão devido às suas ideologias”.

Relacionadas

ERC dá cabo da agenda do PSOE e de Filipe VI

Durante o dia de hoje haverá mais um encontro entre os republicanos da Catalunha e o PSOE, desta vez em Barcelona. Mas o partido de Junqueras já deixou saber que não tem pressa e que os compromissos é que contam.

Espanha: se tudo correr bem, 19 de dezembro é dia de haver governo

Todas as forças políticas, Filipe VI incluído, querem apertar o calendário do novo governo. Só falta a ERC, que, liderada a partir de uma prisão em Madrid, não está com grande pressa.

Espanha: Filipe VI quer novo Governo o mais rapidamente possível

O rei de Espanha está farto de ver as forças políticas do país incapazes de concretizarem um governo que se mostre duradouro. Filipe VI parece estar a perder a paciência para tanta incapacidade. O problema é que ainda nada está decidido.

PSOE e ERC aproximam posições e emitem declaração conjunta

Ao contrário do que aconteceu na semana passada, a reunião desta terça-feira entre os independentistas catalães e o PSOE fechou com um documento conjunto. O rei encontra-se hoje com a presidente do parlamento.

Espanha: PSOE e ERC voltam a encontrar-se hoje

As agendas continuam a não coincidir, nomeadamente no que tem a ver com a pressa dos socialistas. Mas a simples existência do encontro é uma boa notícia para os dois partidos.

PS escreve a PSOE para reiterar respeito pela soberania espanhola e negar ingerências

A carta enviada pelos socialistas portugueses é a resposta à queixa formal apresentada pelo PSOE, depois de o PS ter votado favoravelmente uma moção na Assembleia Municipal de Lisboa que condena “a repressão do povo catalão” e exige a liberdade dos “presos políticos”.
Recomendadas

Cônsul do Brasil em Lisboa espera participação “expressiva” na votação

Às presidenciais brasileiras concorrem onze candidatos: Jair Bolsonaro, Luiz Inácio Lula da Silva, Ciro Gomes, Simone Tebet, Luís Felipe D’Ávila, Soraya Tronicke, Eymael, Padre Kelmon, Leonardo Pericles, Sofia Manzano e Vera Lúcia.

PremiumFada ou bruxa? Uma duquesa que incomoda muita gente

Valentine Low relata que uma das funcionáriasque trabalhava para Meghan foi agredida verbalmente “sem razão aparente” pela duquesa poucos dias antes do casamento

Eleições no Brasil: Bolsonaro acredita que terá no mínimo 60% dos votos

Às presidenciais brasileiras concorrem onze candidatos: Jair Bolsonaro, Luiz Inácio Lula da Silva, Ciro Gomes, Simone Tebet, Luís Felipe D’Ávila, Soraya Tronicke, Eymael, Padre Kelmon, Leonardo Pericles, Sofia Manzano e Vera Lúcia.
Comentários