Indústria metalomecânica já exporta três mil milhões de euros

Esta fileira industrial já representa uma faturação anual de cerca de seis mil milhões, dos quais cerca de metade são para exportações.

Stringer/Reuters

A indústria metalomecânica portuguesa está a reforçar a sua vertente exportadora.

Através da AIMMAP – Associação dos Industriais Metalúrgicos Metalomecânicos e Afins de Portugal, esta fileira está presente até sexta-feira próxima na MIDEST, uma das maiores feiras mundiais do setor, a decorrer em Paris.

Ontem, a representação nacional na MIDEST, composta por 88 empresas, um novo recorde de presenças, foi visitada pelo ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral.

A MIDEST é a maior feira de subcontratação industrial do mundo no setor da indústria metalomecânicas.

Das 88 empresas presentes no certame, 53 são associadas da AIMMAP.

“Com a maior representação externa de sempre e a maior delegação estrangeira da feira, Portugal quer fortalecer a imagem das empresas de subcontratação industrial, produtoras essencialmente de peças técnicas com elevada engenharia e inovação para diversos setores, como o automóvel, a aeronáutica, ou a energia nuclear”, sublinha um comunicado da AIMMAP.

“A AIMMAP, em conjunto com as empresas associadas, tem trabalhado no sentido de promover este segmento na Europa e no Mundo, resultando numa clara mudança de perceção dos clientes relativamente à qualidade da produção industrial do país e à capacidade de responder com eficiência aos exigentes desafios. Neste âmbito, Portugal tem-se posicionado, cada vez mais, como um ‘player’ global que se destaca no mercado devido à capacidade de produção de pequenas séries de alto valor acrescentado”, explica Rafael Campos Pereira, Vice-Presidente da AIMMAP.

Com uma forte componente de inovação e engenharia, a subcontratação industrial tem um peso muito importante no setor metalúrgico e metalomecânico português, representando seis mil milhões de euros de volume de negócios e três mil milhões de euros de exportação, de acordo com os dados do INE – Instituto Nacional de Estatística.

Além da presença das referidas 88 empresas portuguesas do setor metalomecânico, foi criada a marca METAL PORTUGAL, que pretende “acompanhar o posicionamento e o destaque que o setor tem ganho nos últimos anos, transmitindo o dinamismo, solidez, tecnologia e modernidade que caracterizam o metal português e pelos quais o setor já é reconhecido”.

 

Recomendadas

Alemanha reitera apoio a gasoduto nos Pirinéus e diz que França não excluiu projeto

O chanceler alemão destacou que este projeto tem uma perspetiva de longo prazo e que, para além do transporte de gás no imediato, servirá para fornecer outras energias, como hidrogénio, no futuro.

“Nova atitude da TAP perante os gastos terá de abranger também os pilotos”, desafia SPAC

Sindicato dos Pilotos diz que “enquanto uns têm cortes brutais no seus vencimentos” e ainda há “processos de despedimento em curso”, renova-se o parque automóvel dos cargos de direção “com 79 viaturas”.

TAP diz que renovação da frota automóvel permite poupar anualmente 630 mil euros

A TAP diz que a opção de comprar 50 BMWs representa uma poupança superior a 20% do valor mensal da renda e tributação, relativamente a novos contratos de renting e está em linha com o plano de reestruturação.
Comentários