Inexperiente e ex-jornalista. Quem é a nova embaixadora das Nações Unidas nomeada por Trump?

A informação foi agora confirmada por Donald Trump. Heather Nauert, antiga jornalista de 48 anos da Fox News, será a nova embaixadora dos EUA nas Nações Unidas.

Heather Nauert, uma antiga jornalista da Fox News e atualmente porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, é a escolha do Presidente Donald Trump para o cargo de embaixadora dos EUA nas Nações Unidas. Nauert vai substituir Nikki Haley, que anunciou a sua saída há dois meses.

O presidente nomeou também William Barr para procurador geral

Nauert não tem experiência política interna ou externa, ao contrário de Haley, que foi eleita duas vezes governadora do estado da Carolina do Sul. A antiga jornalista da Fox foi nomeada porta-voz do Departamento de Estado em Abril de 2017, mas nunca teve uma boa relação com o seu anterior chefe, o ex-secretário de Estado Rex Tillerson.

Com a saída de Tillerson e a entrada de Mike Pompeo e John Bolton para o topo da equipa de política externa, em Abril deste ano, Heather Nauert ganhou a admiração do Presidente Trump, que elogiou a forma como ela liderou a comunicação na cimeira do G20, em Buenos Aires, na semana passada.

Recomendadas

Ucrânia: Putin promulga tratados de anexação de quatro regiões ucranianas

No início desta semana, os tratados de anexação dos quatro territórios à Rússia também receberam aprovação das duas câmaras do Parlamento russo.

Dívida pública federal dos EUA supera 31 biliões de dólares

Aproximando-se do limite legal de 31,4 biliões – um limite artificial colocado pelo Congresso à capacidade de endividamento do governo federal -, a dimensão da dívida confronta uma economia que enfrenta uma inflação elevada, taxas de juro em crescendo e um dólar forte. 

Timor Gap regista novas imparidades devido a investimento no consórcio do Greater Sunrise

O relatório anual da petrolífera, a que a Lusa teve acesso, regista um lucro operacional negativo de mais de 26 milhões de dólares (26,1 milhões de euros), explicando que “o aumento da perda líquida se deve principalmente às perdas por imparidade”.
Comentários