Infarmed manda retirar do mercado medicamentos para hipertensão

A Autoridade Nacional do Medicamento determinou a retirada do mercado de vários lotes de medicamentos contendo a substância ativa valsartan, usada no tratamento da tensão arterial elevada, produzidos pelos fabricantes AIM Teva e Mylan.

A Autoridade Nacional do Medicamento determinou a retirada do mercado de vários lotes de medicamentos contendo a substância ativa valsartan, usada no tratamento da tensão arterial elevada, produzidos pelos fabricantes AIM Teva e Mylan.

Em julho passado, o Infarmed tinha anunciado a suspensão imediata da comercialização de lotes de medicamentos com a substância ativa valsartan, produzidos pelo fabricante chinês Zhejiang Huahai Pharmaceuticals por ter sido identificada uma impureza.

Numa nota hoje disponível na página da Internet, o Infarmed determina a suspensão imediata da comercialização de vários lotes de medicamentos produzidos com a substância ativa Valsartan pelos laboratórios Mylan e AIM Teva.

O Infarmed recomenda aos doentes que estejam na posse daqueles lotes de medicamento que solicitem a sua substituição por um lote de medicamento não afetado nos locais onde foram adquiridos, mesmo que as embalagens já tenham sido utilizadas.

“As entidades que possuam embalagens pertencentes a estes lotes em stock não as podem vender, dispensar ou administrar, devendo proceder à sua devolução”, esclarece o infarmed na nota.

A Autoridade do Medicamento esclarece ainda que existem outros medicamentos contendo valsartan, isolado ou em associação, que não foram recolhidos, bem como outros medicamentos disponíveis, para as mesmas indicações, e que constituem alternativas terapêuticas.

Recomendadas

Como receber os 125 euros? O que são metadados? O que os portugueses mais pesquisaram no Google em 2022

Os internautas também mostraram curiosidade sobre o Mundial 2022, Putin, em que consiste o distúrbio de Bruce Willis ou que é aquamado, o método funerário mais amigo do ambiente que está a ser utilizado como alternativa à cremação.

Comissão por amortização antecipada no crédito à habitação: saiba o que é e como funciona

Se está à procura de alternativas será aconselhável pedir soluções ao seu banco, mas também consultar o mercado e avaliar ofertas alternativas.

O que é o spread no crédito à habitação e como saber se está adequado? Saiba aqui

Para quem contratou crédito à habitação há mais de dez anos é possível que esteja a pagar um spread elevado, se comparado com o atualmente praticado no mercado. Atualmente há ofertas bancárias com spreads abaixo de 1% no crédito à habitação, com bancos a oferecer spreads de 0,85%.
Comentários