Infarmed manda retirar do mercado produtos da marca Cien

A autoridade nacional do medicamento (Infarmed) ordenou hoje a retirada do mercado de produtos cosméticos da marca Cien, comercializados pela empresa Lidl, por conterem uma substância proibida.

Os produtos em causa são para a coloração do cabelo, nomeadamente para “Cabelo escuro”, “Preto”, “Chocolate Brasil”, “Castanho Noz”, “Loiro platinado”, “Loiro Caramelo Luminoso”, “Loiro Sahara”, “Loiro Dourado” e “Loiro Glam Shine”, precisa o Infarmed numa circular informativa publicada hoje no seu ‘site’.

A Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde refere que, no âmbito de uma ação de fiscalização, constatou “a existência no mercado nacional de produtos cosméticos da marca Cien, cujo distribuidor é a empresa Lidl & Cia, que continham na sua composição o ingrediente Butylphenyl methylpropional”.

O Infarmed lembra que desde o dia 1 de março não podem ser comercializados nem disponibilizados ao consumidor produtos cosméticos que tenham na sua composição ‘butylphenyl methylpropional ou piritiona de zinco’, substâncias classificadas como cancerígenas, mutagénicas ou tóxicas para a reprodução.

Na circular, a autoridade do medicamento avisa as entidades que disponham destes produtos que não os podem disponibilizar e apela aos consumidores para que não utilizem estes produtos.

Recomendadas

Musk avança para a compra do Twitter e ações disparam 22%

O CEO da Tesla, Elon Musk, voltou atrás na negociação e concordou em comprar o Twitter pelo preço original acordado de 44 mil milhões de dólares. As negociações da tecnológica na bolsa norte-americana foram interrompidas aquando do anúncio e retomaram a valorizar 22%.

Amazon congela contratações para a área de retalho

A gigante do comércio eletrónica pausou todas as contratações de executivos para a sua unidade de retalho e interrompeu os processos de recrutamento em curso. Também Google, Apple e Meta já tomaram medidas semelhantes.

Celsius. Depois da insolvência, CEO e co-fundador de saída

O co-fundador e Chief Strategy Officer da Celsius, uma plataforma de criptomoedas, S. Daniel Leon, está de saída. A decisão foi conhecida uma semana depois da demissão do CEO, Alex Mashinky, e poucos meses depois do aberto o processo de insolvência.
Comentários