PremiumInflação faz subir salários de trabalhadores temporários contratados para o Natal

Com o Natal à porta, muitas empresas portuguesas, do retalho à restauração, estão a reforçar as equipas. A inflação e a escassez de mão-de-obra estão a provocar uma subida dos salários associados a essas contratações temporárias.

Com o Natal à porta, muitas empresas portuguesas, do retalho à restauração, estão a reforçar as equipas. A inflação e a escassez de mão-de-obra estão a provocar uma subida dos salários associados a essas contratações temporárias.

Ainda que o cenário seja de incerteza, as empresas portuguesas estão, como é tradição, a contratar trabalhadores adicionais para dar resposta ao aumento da procura associado à quadra festiva, e, por causa da escalada dos preços e da escassez de mão-de-obra, até têm oferecido salários mais altos do que até aqui. As estatísticas mostram, contudo, que, apesar desses aumentos, os ordenados continuam a não conseguir acompanhar a inflação, estando os trabalhadores a perder poder de compra há vários meses.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Reditus volta a adiar a apresentação dos resultados de 2021

A empresa estima que “a publicação dos seus documentos de prestação de contas individuais e consolidadas de 2021 seja concretizada até ao dia 24 de fevereiro de 2023”.

Dinamarquesa Eurowind Energy investe mais de 400 milhões de euros em Portugal

A multinacional dinamarquesa Eurowind Energy, que inaugurou esta terça-feira o segundo parque solar de produção de eletricidade do país, quer investir até ao fim desta década mais de 400 milhões de euros em Portugal.

Oito empresas portuguesas no index de igualdade de género da Bloomberg

Em análise estiveram cinco aspetos, desde a capacidade de liderança de talentos até às medidas contra o assédio sexual em ambiente profissional.
Comentários