PremiumInflação nos EUA e China animam mercados acionistas

A semana foi marcada pelos sinais de abrandamento da inflação nos EUA, uma evolução que fez disparar as principais praças, tanto do outro lado do Atlântico como na Europa, animadas também pelo alívio das medidas covid na China. Em sentido contrário seguiram as criptomoedas, com a bitcoin a perder quase 17%, depois de ter caído o negócio entre a Binance e a FTX.

A inflação elevada e a subida das taxas de juro pelos bancos centrais para tentar travá-la têm despertado receios de recessão, mantendo os mercados sob pressão. Porém, esta semana trouxe uma lufada de ar fresco, depois de os EUA terem revelado que a taxa de inflação tocou o nível mais baixo desde Janeiro, ao mesmo tempo que a China decidiu aliviar as medidas de combate à covid-19.

Em sentido contrário seguiram as criptomoedas, que registaram perdas acentuadas, pressionadas pela queda do negócio entre a Binance e a FTX. A taxa de inflação nos EUA abrandou para 7,7% em Outubro, depois de ter atingido 8,2% em Setembro, dando continuidade à tendência de abrandamento da subida dos preços que já se verifica há alguns meses. “É bastante claro que a inflação atingiu o seu pico” quando tocou os 9,1% em Julho, refere Mark Zandi, economista- chefe da Moody’s Analytics, à CNBC. E, refere, “todas as tendências sugerem que os preços vão continuar a moderar-se no futuro”, o que pode levar os bancos centrais a abrandarem o ritmo de subida das taxas de juro.

Leia o artigo na íntegra na edição do NOVO que está, este sábado, dia 12 de novembro, nas bancas.

Recomendadas

Premium“O desenho pode ser um ponto de partida para começar uma coleção”

“Os portugueses conhecem os seus artistas, respeitam-nos e valorizam-nos”. Palavra de curadora, que é também diretora da única feira dedicada ao desenho em Portugal. Mónica Álvarez Careaga fala ao JE na identidade muito própria da Drawing Room Lisboa e da sua crescente “portugalidade”, que considera ser o reconhecimento de “várias gerações de excelentes artistas” portugueses.

PremiumSom harmonioso

Desenvolvido em segredo, o Co-Axial Master Chronometer Calibre 1932 é o primeiro movimento de relojoaria do mundo a fundir as funções de cronógrafo e de repetidor de minutos, necessitando do seu próprio “cérebro” mecânico para fazer soar o tempo decorrido.

PremiumSobre a necessidade de reinvenção de um continente no século XXI

Uma reportagem recente de um consórcio nacional de jornalistas trouxe para a luz do dia a existência de um número verdadeiramente assustador de elementos das forças de segurança portuguesas que não honram a farda, semeando o ódio, incentivando à violência e demonstrando um feroz racismo, quer contra cidadãos de etnia cigana, quer contra negros.
Comentários