Infraestruturas de Portugal registou lucro de 32,4 milhões no primeiro semestre

Este valor significa uma recuperação de 71,3 milhões de euros em comparação com os prejuízos de 38,9 milhões de euros verificados no mesmo período de 2021.

Foto cedida

A Infraestruturas de Portugal (IP) apresentou um lucro de 32,4 milhões de euros no primeiro semestre de 2022, o que significou uma recuperação de 71,3 milhões de euros em comparação com os prejuízos de 38,9 milhões de euros verificados no mesmo período de 2021, informou a empresa em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) este sábado, 1 de outubro.

No documento, a IP revela ainda que o resultado operacional continua positivo em 119,2 milhões de euros, tendo registado um aumento de 40,8 milhões de euros face ao período homólogo de 2021 (78,5 milhões de euros).

No semestre em análise, a dívida financeira, em termos nominais, totalizava 4.047,5 milhões de euros, o que representou uma descida de 97,4 milhões de euros em relação a 31 de dezembro de 2021.

Por sua vez, os gastos operacionais atingiram os 501,1 milhões de euros, numa subida de 25,4 milhões de euros face ao valor real de junho de 2021, com destaque para as despesas com a conservação da rede rodoferroviária que atingiram os 91,1 milhões de euros no no semestre em análise, o que representou um aumento de cerca 1% face ao período homólogo de 2021.

Durante o primeiro semestre foi feito um investimento nas redes ferroviária e rodoviária de 168,6 milhões, numa subida homóloga de 66%.

Em relação ao Programa de Investimentos Ferrovia 2020, a IP destaca os dois corredores com maior realização no primeiro semestre de 2022: o Corredor Internacional Sul, com uma execução de 69,2 milhões de euros; e o Corredor Internacional Norte, com uma execução 30,7 milhões de euros.

Destaque ainda para o Corredor Internacional Sul, onde está em construção a nova linha de caminho de ferro entre Évora e Elvas, com um investimento realizado de 66,8 milhões de euros no primeiro semestre de 2022, enquanto no Corredor Internacional Norte estão em curso as intervenções de requalificação e modernização da Linha da Beira Alta, com um investimento de 30,6 milhões de euros no período em análise.

Durante o primeiro semestre foram investidos 2,9 mil milhões de euros do o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), com destaque para a EN14. Maia (Via Diagonal) / Interface Rodoferroviária da Trofa, com um investimento previsto de 32 milhões de euros e a Variante à EN248 (Arruda dos Vinhos), com um investimento previsto de seis milhões de euros.

Recomendadas

Black Friday faz volume de pagamentos com Ifthenpay aumentar 18% em novembro

A Ifthenpay, empresa portuguesa especializada e líder de mercado em pagamentos digitais para empresas, anunciou que registou um crescimento de mais 18% ao longo do mês de novembro na movimentação financeira através dos seus pagamentos digitais (+95,5 milhões de euros), e por comparação com período homólogo do ano anterior.

BPI distribui presentes de Natal a crianças no país

A edição de 2022 deverá mobilizar milhares de pessoas – entre trabalhadores sociais, voluntários, colaboradores e clientes do banco – para realizar os desejos de crianças apoiadas por instituições sociais que lutam contra a pobreza infantil em todo o país.

Exigir participação de mulheres em conferências é o novo grito pela igualdade

O BNP Paribas Portugal assumiu o compromisso de garantir 40% de mulheres no Comité Executivo do Banco e no G100 até 2025 e de não participar em conferências em cujos painéis não estejam mulheres. Acordo com movimento francês Jamais Sans Elles foi oficializado no dia 10 de novembro.
Comentários