Iniciativa Liberal diz que apoia requerimento do PSD para que Gomes Cravinho preste esclarecimentos (com áudio)

Para a IL “o primeiro-ministro já deveria ter tomado uma posição firme exigindo explicações ou dando ele próprio explicações aos portugueses”.

Presidente do Iniciativa Liberal (IL), João Cotrim Figueiredo | Foto: Cristina Bernardo

A Iniciativa Liberal admitiu, esta segunda-feira, que vai apoiar o requerimento do PSD para que o antigo ministro da Defesa volte ao Parlamento para esclarecer suspeitas.

Em comunicado, a que o Jornal Económico teve acesso, a IL diz que vai estar “sempre do lado do escrutínio e acompanha o requerimento do PSD para que o ministro João Gomes Cravinho preste todos os esclarecimentos aos deputados sobre a sua actuação enquanto titular da pasta da Defesa”.

Os liberais consideram “estranha” e condenam “toda a conduta de João Gomes Cravinho desde o início deste caso”. “Começou por tentar esconder os resultados da auditoria feita pela Inspecção-Geral de Defesa Nacional, depois desvalorizou as derrapagens financeiras das obras do Hospital Militar de Belém, que até o seu secretário de Estado considerou estranhas, e agora teima em não assumir as responsabilidades políticas, fragilizando-se e fragilizando cada vez mais o próprio Governo”, sublinha o partido liderado por Cotrim de Figueiredo.

Para a IL “o primeiro-ministro já deveria ter tomado uma posição firme exigindo explicações ou dando ele próprio explicações aos portugueses”.

No que diz respeito às suspeitas de corrupção no ministério da Defesa, a Iniciativa Liberal revela que espera que a justiça seja “célere”.

“No plano político, que foi aquele em que a Iniciativa Liberal sempre se focou, continua tudo por explicar, como vem sendo hábito com este Governo”, frisam os liberais.

De recordar que no início de Dezembro, a Iniciativa Liberal apresentou um requerimento para que fossem ouvidos no Parlamento o ministro João Gomes Cravinho e o secretário de Estado da Defesa, Marco Capitão Ferreira, mas as audições foram rejeitadas pelo PS.

 

Recomendadas

Pedro Nuno Santos só regressa ao Parlamento no verão (com áudio)

Se o ministro demissionário não quiser voltar ao lugar de deputado na Assembleia da República, terá de renunciar ao lugar.

Parlamento debate hoje apreciações parlamentares sobre novo estatuto do SNS

O PSD propõe também que sejam criados “verdadeiros incentivos para os médicos de família terem a motivação necessária para ficarem no SNS, e possivelmente até atrair médicos que o SNS foi perdendo ao longo dos últimos anos, para procurar responder à questão da falta de médicos de família”.

Revista de imprensa nacional: as notícias que estão a marcar esta quarta-feira

Pedro Nuno Santos prolonga suspensão do mandato; Fecho do ano traz otimismo mas famílias vão continuar a sofrer; Imposto fez baixar 38% a venda das bebidas mais açucaradas.
Comentários