Instagram recua nas alterações na aplicação depois de ter sido alvo de críticas

O CEO do Instagram admitiu estar satisfeito porque a empresa “arriscou” ao introduzir algumas alterações, no entanto admite que a plataforma agora tem de recuar.

Ative a autenticação de dois fatores

Depois de ter sido alvo de críticas por parte dos utilizadores, o Instagram decidiu recuar em algumas das suas mudanças anunciadas recentemente, segundo a “Business Insider”.

“Estou feliz por termos arriscado. Se não falharmos de vez em quando, não estamos a pensar grande o suficiente ou ousado o suficiente”, disse o CEO do Instagram Adam Mosseri. “Mas definitivamente precisamos dar um grande passo para trás. [Quando] aprendemos muito, então voltamos com algum tipo de nova ideia ou iteração. Então, vamos trabalhar nisso”, acrescentou.

As declarações de Adam Mosseri sucedem a decisão anterior da empresa, que estava a testar a visualização de vídeos e fotos em ecrã completo, semelhantes ao concorrente TikTok. A comparação entre ambos foi inevitável e rapidamente os utilizadores começaram a divulgar fotos com a frase: Torne o Instagram novamente o Instagram.

Entre os críticos da plataforma esteve Kylie Jenner, uma das irmãs mais novas de Kim Kardashian, que conta com 300 milhões de seguidores.

Mosseri disse também que a empresa estava a reduzir temporariamente o uso do seu algoritmo de recomendação, que coloca conteúdo nos feeds dos utilizadores de contas que ainda não seguem. “Acho que precisamos dar um passo atrás, em termos da percentagem de feeds que são recomendados, melhorar a classificação e as recomendações e, se e quando o fizermos, podemos começar a crescer novamente”, sublinhou.

Por outro lado, o CEO da Meta, Mark Zuckerberg, revelou na quarta-feira aos investidores que a empresa planeia mais que duplicar a quantidade de conteúdo recomendado nos feeds do Facebook e Instagram até o final do próximo ano.

A empresa também está pronta para continuar a expansão do Reels, o concorrente do TikTok lançado no final de 2020. Na teleconferência de resultados de quarta-feira, Zuckerberg disse que a visualização de Reels representava cerca de 20% do tempo que as pessoas gastam no Instagram.

Recomendadas

Grupo iraniano condena ataque a Salman Rushdie

Pensadores religiosos próximos da Organização de Solidariedade dos Republicanos do Irão condenaram o ataque ao escritor, o apoio implícito do Estado a esse ataque e o fundamentalismo que acompanha alguns correntes do islamismo.

Salman Rushdie está no “caminho da recuperação”

O escritor britânico Salman Rushdie está no “caminho da recuperação”, dois dias após ter sido apunhalado várias vezes nos Estados Unidos por um jovem norte-americano de origem libanesa.

Nova delegação norte-americana visita Taiwan

Depois da visita de Nancy Pelosi, líder dos Representantes dos Estados Unidos, uma nova delegação de congressistas viajou para Taiwan.
Comentários