Intercalares nos EUA. EUA/Eleições: Lusodescendente Jim Costa reeleito para o Congresso pela Califórnia

O lusodescendente Jim Costa foi reeleito para o Congresso norte-americano pelo 21º distrito da Califórnia, garantindo um assento importante para os Democratas para a Câmara dos Representantes.

Com 84% dos votos apurados, o candidato Democrata garantiu 54,8% da votação (56.118 votos) contra 45,2% do oponente Republicano (46.281 votos), uma vantagem confortável que já não poderá ser alcançada com os votos que resta contabilizar.

Costa derrotou o candidato Republicano Michael Maher num distrito que inclui partes dos condados de King, Fresno, Kern e Tulare, no vale central da Califórnia, onde há uma comunidade de origem portuguesa muito relevante.

Esta vitória demorou mais tempo a declarar que as duas eleições intercalares anteriores, na qual Jim Costa derrotou os opositores no 16º distrito da Califórnia. O congressista representa agora o 21º distrito em resultado do redesenho dos mapas.

Neto de açorianos que emigraram para a Califórnia, James Manuel Costa foi eleito como congressista pela primeira vez em 2004 e conquistou uma base de apoio sólido numa região de forte pendor agrícola.

Na legislatura atual, liderada pelos Democratas, o lusodescendente faz parte das comissões de agricultura, questões internacionais e recursos naturais na Câmara dos Representantes.

A outra corrida na Califórnia com um candidato lusodescendente, no 22º distrito do congresso, ainda não teve vencedor declarado. Com 64% dos votos apurados, o Republicano lusodescendente David Valadão vai à frente com 52,4% (35.421 votos), contra o Democrata Rudy Salas que assegura neste momento 47,6% da votação (32.141 votos).

A margem, neste caso, é demasiado pequena para que haja uma projeção de vitória com o volume de votos ainda por apurar. Em 2018, David Valadão foi dado como vencedor na noite das intercalares mas acabou por perder quando todos os votos foram contados, já em dezembro.

O grande volume de voto por correspondência na Califórnia torna a contagem mais lenta, pelo que a contabilização de todos os boletins pode demorar várias semanas.

As eleições intercalares de 08 de novembro determinaram a manutenção dos Democratas no poder no Senado, com os republicanos prestes a ganharem controlo da Câmara dos Representantes.

Recomendadas

ONU em São Tomé elogia autoridades após ataque a quartel e pede que país seja “bom aluno”

Em entrevista à Lusa, Eric Overvest declarou que o escritório da ONU em São Tomé e Príncipe acompanhou, ao longo do dia, os acontecimentos, junto das autoridades, na sequência do assalto, por quatro homens, ao quartel militar, que o primeiro-ministro, Patrice Trovoada, classificou como “tentativa de golpe de Estado”.

PremiumJoe Biden arrisca teto para o preço do petróleo russo

A decisão não conseguiu consenso na União Europeia. Moscovo adverte que pode ser o primeiro passo para uma crise petrolífera sem precedentes. Com a Ucrânia às escuras e com frio, o Kremlin acha que a NATO já está a combater a Rússia.

Ex-ministro das Finanças do Luxemburgo vai liderar fundo de resgate da zona euro

Num comunicado hoje divulgado, o fundo de resgate do euro indica que “o Conselho de Governadores do Mecanismo Europeu de Estabilidade, que junta os 19 ministros das Finanças da moeda única, nomeou hoje o ex-ministro das finanças luxemburguês Pierre Gramegna para o cargo de diretor-executivo”, que ocupa a partir de 1 de dezembro.
Comentários