Investidores sem apetite pelo risco empurram Wall Street para terreno negativo

O S&P 500 perdeu 0,75% para os 3.790,30 pontos. O tecnológico Nasdaq encerra a cair 1,33% para 11.028,74 pontos. O índice industrial Dow Jones também fecha o dia em terreno negativo, a desvalorizar 0,82% para 30.775,43 pontos.

Os principais índices em Nova Iorque encerraram o dia em terreno negativo. Os investidores permaneceram apreensivos durante toda a sessão desta quinta-feira, 30 de junho, devido ao risco de uma recessão no horizonte, à medida que a inflação continua a dominar o apetite pelo risco.

Esta quinta-feira é o último dia do segundo trimestre, que confirma o pior resultado do índice S&P 500 desde 1970. O aumento da inflação, a subida das taxas de juro pela Reserva Federal (Fed), bem como a guerra em curso da Rússia contra a Ucrânia e os confinamentos da Covid-19 na China.

O S&P 500 perdeu 0,75% para os 3.790,30 pontos. O tecnológico Nasdaq encerra a cair 1,33% para 11.028,74 pontos. O índice industrial Dow Jones também fecha o dia em terreno negativo, a desvalorizar 0,82% para 30.775,43 pontos.

Em relação ao preço do barril de petróleo, em Nova Iorque, o WTI cai 3,50% para os 105.94 dólares por barril, enquanto o Brent desvaloriza 2,85% para os 109.24 dólares em Londres.

No mercado cambial, o euro aprecia 0,40% face ao dólar norte-americano para os 1,0481 dólares, enquanto a libra esterlina deprecia 0,39% face à moeda dos Estados Unidos, para 1,2172 dólares.

Recomendadas

Wall Street começa bem mas acaba no vermelho

Os mercados finalmente parecem ter entendido que a Reserva Federal ainda não se decidiu a moderar o aumento das taxas de juro. Antes disso, é preciso que a moderação do crescimento da inflação se consolide.

Bolsa de Lisboa encerra sessão no verde com Galp a liderar ganhos

Além da Galp, BCP encerra sessão a valorizar 3,23% para 0,1567 euros e a Mota-Engil a crescer 1,81% para 1,204 euros.

Wall Street abre em terreno positivo

No mercado petrolífero, o Brent sobe 1,31% para 98,68 dólares por barril e o WTI ganha 1,53% para 93,34 dólares.  
Comentários