Investimento em novos hospitais ascende a 950 milhões

O maior investimento previsto no setor da saúde é para a construção do futuro Hospital Oriental de Lisboa, com um valor estimado em 470 milhões de euros.

A proposta de Orçamento de Estado para 2020 que ao final do dia de ontem, 16 de dezembro, deu entrada na Assembleia da República, prevê um investimento global de cerca de 950 milhões de euros em novas unidades hospitalares.

“Com vista a atingir uma melhoria da capacidade e da qualidade de resposta do SNS, o Estado tem em curso um investimento global de cerca de 950 milhões de euros direcionados à construção de novos centros hospitalares (centrais, de proximidade ou integrados) até 2023”, destaca o referido documento.

Segundo a proposta orçamental para o próximo ano, “entre esses projetos encontra-se a construção e apetrechamento do Hospital Pediátrico Integrado do Centro Hospitalar Universitário – São João, já em execução, cujo investimento ascende a 28 milhões de euros”.

“Em Lisboa, está igualmente a desenvolver-se um projeto estruturante, a construção do Hospital de Lisboa Oriental, em regime PPP [Parceria Público-Privada] e cujo concurso se encontra atualmente em fase de conclusão. Este novo hospital, com um custo estimado de 470 milhões de euros, permitirá encerrar as seis atuais unidades do Centro Hospitalar de Lisboa Central, potenciando ganhos de eficiência no funcionamento da rede, bem como um aumento de produção de, pelo menos, 25% face à produção das atuais unidades”, assinala o documento em questão.

Por seu turno, na região do Alentejo, “o início da execução das obras do novo Hospital Central do Alentejo está previsto ocorrer até 2021, encontrando-se o procedimento em fase de contratualização”, sendo que o investimento ascende a mais 150 milhões de euros, contribuindo para “o reforço do acesso aos cuidados de saúde, assim como para maior coesão territorial”.

“Aos investimentos em novos hospitais acrescem outros investimentos estruturantes, nomeadamente os que constam no Programa de Investimentos na Área da Saúde (PIAS), que prevê a concretização de intervenções em dez centros hospitalares, com um montante de investimento global de 91 milhões de euros entre 2019 e 2021”, asisnala a proposta orçamental para 2020.

Este documento acrescenta que foi ainda aprovado um plano plurianual de investimentos num montante adicional de 190 milhões de euros.

Recomendadas

APAVT diz que é fundamental poder prorrogar pagamento de dívida contraída na pandemia

A Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) considera ser fundamental a possibilidade de prorrogar o pagamento do serviço da dívida contraída na pandemia, dado que os processos de recapitalização para as empresas não tiveram sucesso.

Covid-19: China anula várias medidas de prevenção e sinaliza fim da estratégia ‘zero casos’ (com áudio)

O Conselho de Estado (Executivo) anunciou que quem testar positivo para o vírus pode, a partir de agora, cumprir isolamento em casa, em vez de ser enviado para instalações designadas, muitas vezes em condições degradantes.

Covid-19: Pandemia provocou mais 300 mil mortes na UE do que as oficiais, diz OCDE

“No final de outubro de 2022, mais de 1,1 milhões de mortes de covid-19 foram reportadas em todos os 27 países da UE, mas os dados sobre o excesso de mortalidade sugerem que se trata de uma subestimativa e que mais 300 mil pessoas morreram devido ao efeito direto ou indireto da pandemia”, refere o relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e da Comissão Europeia (CE).
Comentários