Investimentos de Isabel dos Santos “são transparentes”

Transparência Internacional (TI) colocou-a entre os 15 casos “mais simbólicos da grande corrupção”. Empresa de Isabel dos Santos garante rigor das operações

Os investimentos da empresária angolana Isabel dos Santos em Angola ou em Portugal são “transparentes e têm sido realizados através de transações baseadas no princípio de plena concorrência”, diz um comunicado divulgado pela empresa Fidequity.

O comunicado da Fidequity, empresa do “universo” da filha do Presidente de Angola, começa por dizer que Isabel dos Santos é uma empresária independente e uma investidora privada e que representa unicamente os seus próprios interesses.

Este comunicado surge dois dias depois de a Transparência Internacional (TI) a ter colocado, entre os 15 casos “mais simbólicos da grande corrupção”, a par do Banco Espírito Santo (BES), da empresa brasileira Petrobras, do Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, ou da Federação Internacional de Futebol (FIFA).

Responde agora a Fidequity que as transações da empresária, baseadas no princípio da concorrência, envolvem entidades externas, “tais como reputados bancos e escritórios de advogados”.

“Devido ao seu envolvimento — enquanto acionista e/ou gestora — com um conjunto de empresas/instituições financeiras angolanas e europeias, está sob o rigoroso escrutínio de vários reguladores”, salienta-se ainda no comunicado.

OJE

Recomendadas

Ndambi Guebuza, filho de ex-Presidente moçambicano, condenado a 12 anos de prisão

O tribunal considerou provado que o filho do ex-presidente Guebuza recebeu subornos para influenciar o pai a aprovar o projeto de proteção costeira, usado para a angariação do dinheiro que alimentou as dívidas ocultas.

Polícia alemã diz ter impedido ataque armado da extrema-direita ao parlamento

Os procuradores disseram, em comunicado, que os detidos são suspeitos “de terem feito preparativos concretos para entrarem violentamente, com um pequeno grupo armado, no Bundestag”, a câmara baixa do parlamento alemão.

Vladimir Putin e Will Smith foram os mais “populares” no Google este ano

As tendências hoje divulgadas pela Google em Portugal registam as palavras que mais cresceram nas pesquisas de Internet, face ao ano anterior, e colocam em terceiro lugar nesta categoria (nomes internacionais) o ator Johnny Depp, cujo divórcio da atriz Amber Heard, sob acusações mútuas de agressões, teve destaque nos ‘media’.