Isabel dos Santos deve mais de 500 milhões de euros à banca

O regulador bancário já terá pedido a todas as instituições uma atualização sobre os financiamentos, assim como aos auditores externos para verificarem a adequação dos níveis de imparidades, noticia o “Expresso”. “Correio da Manhã” revela que CGD e BCP concentram os valores mais elevados dos empréstimos.

DR Eneias Rodrigues/LUSA

A empresária angolana Isabel dos Santos deve 570 milhões de euros à banca portuguesa, levando o Banco de Portugal a pedir a bancos e auditores para avaliarem se todos os financiamentos estão cobertos por imparidades, noticia o jornal “Expresso”, na edição deste sábado.

Segundo o semanário, 13 instituições bancárias concederam créditos à filha do ex-presidente de Angola, mas três bancos concentram a maior parte da dívida. O regulador bancário já terá pedido a todas as instituições uma atualização sobre todos os financiamentos, assim como aos auditores externos para verificarem a adequação dos níveis de imparidades.

Também o “Correio da Manhã” revela este sábado que dos créditos concedidos a empresas de Isabel dos Santos entre 2009 e 2015, num total de 420 milhões de euros pela banca nacional para a compra de ações do BPI, da Zon e da Efacec, 306 milhões de euros já terão sido reembolsados. O matutino revela ainda que os bancos mais expostos foram o BCP, que emprestou 172 milhões de euros, e a Caixa Geral de Depósitos, que concedeu cerca de 148 milhões de euros.

Segundo o Correio da Manhã, o crédito de 160 milhões de euros concedido pelo BCP para comprar uma participação de 9,69% no BPI, já foi amortizado, mas os restantes créditos ainda estarão por amortizar.

Recomendadas

Espanhóis endinheirados invadem gestoras de fortuna com pedidos sobre como pôr o dinheiro em Portugal

Segundo o jornal espanhol Expansión, os bancos espanhóis estão a ser inundados com pedidos de análise e informação sobre os efeitos da mudança de residência fiscal e transferência de parte (ou totalidade) do património para outras jurisdições incluindo Portugal, devido aos aumentos de impostos que estão a ser implementados pelo governo espanhol.

Site e aplicação do BCP com acesso limitado

A aplicação móvel e o site do banco estão com acesso limitado esta segunda-feira. Fonte oficial confirma ao JE que o problema “está diagnosticado e o serviço deve ser restabelecido dentro em breve”.

APB promove Open Day na banca para ensinar jovens a poupar e investir

“Ao longo da semana, iremos realizar dois webinars destinados aos alunos do ensino secundário e profissional sobre as opções de investimento disponíveis para quem quer começar a investir e os cuidados a ter na contratação destes produtos online”, anuncia a Associação Portuguesa de Bancos.
Comentários