Isabel dos Santos vai decidir se Fosun entra no BCP

O Conselho do BCP tem de aprovar o aumento de capital para entrada da Fosun com maioria de 85% dos administradores a favor. A decisão está nas mãos da Sonangol.

A Sonangol, que é acionista do BCP (17,84%), tem poder para aprovar ou vetar o aumento de capital que o BCP tem de fazer para que a Fosun entre no capital do banco. Isto porque ficou definido em Assembleia Geral do BCP, em abril, que a autorização do aumento de capital com supressão do direito de preferência dos acionistas está condicionada à aprovação por uma maioria de 85% dos administradores em funções.

Isto é, bastam três administradores dos 19 votarem contra a deliberação do aumento de capital nas condições da Fosun em conselho de administração do BCP para que a Fosun já não possa entrar no capital do banco.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Económico. Já disponível nas bancas.

Recomendadas

Tribunal de Contas só recusa visto a 1% dos contratos em fiscalização prévia

“Recebemos para fiscalização prévia cerca de 2.000 a 4.000 contratos por ano só para fiscalização prévia, que são os contratos com valores superiores a 750 mil euros. Desse montante, apenas a uma percentagem muito reduzida é que o Tribunal de Contas recusa o visto: cerca de 1%. Aqui está a força dissuasora da função de fiscalização prévia”, explicou.

Portugal sobe duas posições no Ranking Mundial de Talento e é agora o 24.º mais competitivo

Portugal melhora sobretudo na Investigação & Desenvolvimento e na Preparação. O podium mundial é liderado pela Suíça, Suécia e Islândia, as três economias mais competitivas em talento a nível mundial entre os 63 países analisados pela escola de negócios IMD.

António Costa: Ambiente+Simples ajuda investimento nas renováveis

O primeiro-ministro afirmou que a desburocratização e a digitalização da administração pública é fundamental para reduzir custos e facilitar o investimento nas renováveis.
Comentários