Israel: Sondagem dá vitória confortável a Netanyahu nas eleições

Uma sondagem de um jornal israelita atribui 30 dos 120 lugares do parlamento de Israel ao partido do atual primeiro-ministro.

Atef Safadi/Reuters

Uma sondagem do Maariv, um jornal israelita, noticiada pela Reuters, dá uma vitória confortável ao atual primeiro-ministro do país, Benjamin Netanyahu, nas eleições que estão marcadas para abril.

Nesta sondagem o jornal israelita dá ao partido de Netanyahu, o Likud, 30 dos 120 lugares no parlamento de Israel. Em seguida aparece um possível partido liderado pelo antigo militar Benny Gantz, diz a mesma publicação, e em seguida o Yesh Atid, que tem como dirigente Yair Lapid, que passa de 11 para 12 lugares no parlamento.

De referir que as autoridade israelitas alegam que Netanyahu é suspeito de tentar obter uma cobertura favorável do site de notícias Walla em troca de favores do governo, que podem ter gerado milhões de dólares à Bezeq, um grupo de telecomunicações de Israel e proprietário do site de notícias.

A polícia diz ainda que existem indícios suficiente para acusar o acionista maioritária da Bezeq de suborno.

Relacionadas

Eleições gerais em Israel antecipadas para abril

As eleições gerais em Israel vão realizar-se no dia 9 de abril de 2019, seis meses antes do fim previsto da legislatura.

Polícia israelita recomenda acusação de corrupção para Benjamin Netanyahu

As autoridades alegam que o primeiro-ministro é suspeito de tentar obter uma cobertura favorável do site de notícias “Walla” em troca de favores do Governo, que podem ter gerado centenas de milhões de dólares à Bezeq, o principal grupo de telecomunicações de Israel e proprietário do site de notícias.

Netanyahu escapa a escândalo da compra de submarinos à Alemanha

O advogado e primo do primeiro-ministro, um ex-chefe de gabinete, um ex-ministro e um Almirante da Marinha estão envolvidos num esquema de suborno.
Recomendadas

Eleições no Brasil: Bolsonaro acredita que terá no mínimo 60% dos votos

Às presidenciais brasileiras concorrem onze candidatos: Jair Bolsonaro, Luiz Inácio Lula da Silva, Ciro Gomes, Simone Tebet, Luís Felipe D’Ávila, Soraya Tronicke, Eymael, Padre Kelmon, Leonardo Pericles, Sofia Manzano e Vera Lúcia.

Reino Unido: Congresso do Partido Conservador ensombrado por “tempestade” financeira 

Eleita líder dos ‘tories’ apenas no início de setembro, Truss vai enfrentar militantes e deputados irritados com a repercussão do “mini-orçamento” de 23 de setembro nos mercados financeiros, afundando o valor da libra esterlina e fazendo disparar os juros da dívida pública. 

Austrália anuncia sanções contra 28 russos após anexação

As novas sanções visam pessoas que violam a lei internacional para “legitimar as ações ilegais da Rússia na Ucrânia por meio de falsos referendos, desinformação e intimidação”, referiu o comunicado.
Comentários