Já exportámos mais 1850 milhões em calçado

As exportações de calçado vão atingir em 2014 um novo máximo histórico, ultrapassando os 1850 milhões de euros e reforçando o estatuto do setor enquanto principal contribuinte para a balança comercial portuguesa, anunciou a associação setorial. Em comunicado, a Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS), destaca que, […]

As exportações de calçado vão atingir em 2014 um novo máximo histórico, ultrapassando os 1850 milhões de euros e reforçando o estatuto do setor enquanto principal contribuinte para a balança comercial portuguesa, anunciou a associação setorial.

Em comunicado, a Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS), destaca que, de janeiro a outubro, o setor de calçado exportou mais 70 milhões de pares de calçado, no valor de 1.655 milhões de euros, o que representa um aumento de 8,8% face ao período homólogo.

Segundo destaca, “trata-se do quinto ano consecutivo de crescimento do setor de calçado nos mercados externos, para onde se dirige 95% da sua produção”, sendo que, desde 2010, as exportações do setor já aumentaram mais de 45%.

Os dados da APICCAPS apontam para um crescimento das vendas “em praticamente todos” os 150 mercados dos cinco continentes para onde a indústria portuguesa exporta.

Se, na União Europeia, a estratégia tem sido de consolidação, com um crescimento superior a 8%, é fora do espaço comunitário onde o calçado português “mais se vai afirmando”, com destaque para os EUA (mais 65% para 33 milhões de euros), Canadá (mais 29,4% para 22 milhões de euros), Angola (mais 2,5% para 19 milhões de euros), Austrália (mais 26,8% para 7 milhões de euros) e China (mais 46,6% para 5 milhões de euros).

 

OJE/Lusa

Recomendadas

Tecnológica portuguesa Innowave compra Cycloid

Desde 2018 que o grupo tem uma forte estratégia de M&A. “Esta aquisição é mais um passo na nossa estratégia de crescimento, materializada também na criação de centros de competência em Portugal, como é o caso de Lisboa, Porto, Coimbra, Faro e Beja”, afirmou o CEO da Innowave, Tiago Gonçalves.

Worten cria centro de Marketing Digital

A equipa, liderada por Simão Pires, vai ser responsável pela coordenação de media, redes socias e conteúdo digital, integração e coordenação de meios de comunicação digital e transformação de processos criativos para garantir foco digital.

Três startups vencem programa de inovação da Prio

As empresas AirCO2 Fintech (Espanha), BeFC (França) e Evyon (Noruega) ganharam a sexta edição do “Jump Start”. “Perante desafios tão importantes como a transformação digital, sustentabilidade e a transição energética, acreditamos que é fundamental dar voz e colaborar com startups”, garante a diretora de I&D da petrolífera.