Jaguar XE AWD. Tração integral e beleza inconfundível

Há um novo estilo de condução protagonizado pelo XE da Jaguar. A tração integral faz a diferença, mantendo a tremenda agilidade. O preço desta máquina com 180 cv começa abaixo dos 50 mil euros, o que o torna um verdadeiro concorrente dentro das berlinas do segmento premium e onde o nome faz a diferença.


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

O Jaguar XE apresenta um  novo sistema de tração integral (AWD) Intelligent Driveline Dynamics melhora a motricidade e a distribuição de binário sempre que necessário em todo o tipo de condições climatéricas, conservando o caráter e a agilidade característicos da tração traseira.

Por seu lado, o novo controlo de tração AdSR (Adaptative Surface Response) distingue entre diferentes tipos de aderência da estrada para que o sistema de tração integral (AWD) proporcione um comportamento mais seguro em todas as condições, frisa a marca.

Dotada das últimas novidades tecnológicas, o XE está dotado de sistema avançado de informação e entretenimento InControl Touch Pro com ecrã tátil tipo tablet de 10,2 polegadas de última geração permite um controlo intuitivo, tempos de resposta super-rápidos e navegação inteligente. Dispõe também de ponto de acesso Wi-Fi para até oito dispositivos e ligação a outros serviços. A ligação remota com as aplicações do Apple Watch permite dispor de funções como a monitorização do nível de combustível, a abertura e fecho do veículo e inclusivamente o arranque do motor à distância. É apresentado ainda com um novo sistema de som Meridian Digital Surround com 16 altifalantes, Subwoofer e 825 W. Em termos de segurança, a marca anuncia o aumento da gama de sistemas avançados de auxílio ao condutor: Assistência à Manutenção da Faixa, Limitador Adaptativo de Velocidade e Monitorização da Atenção do Condutor.

A nova gama Jaguar XE será composta pelas versões XE Pure, XE Prestige, XE Portfolio, XE R-Sport e XE S.

Os motores disponíveis serão os 2,0 litros diesel de 163 CV com caixa manual e tração traseira; 2,0 litros diesel de 180 CV com caixa manual ou automática e tração traseira, e com caixa automática e tração integral AWD; 2,0 litros a gasolina e 200 CV com caixa automática e tração traseira; 2,0 litros a gasolina de 240 CV com caixa automática e tração traseira; e V6 3,0 litros a gasolina com 340 CV, caixa automática e tração traseira.

O Jaguar XE é produzido, em conjunto com o novo F-PACE, na fábrica Jaguar Land Rover de Solihull. O potente, limpo e requintado motor diesel Ingenium foi desenvolvido desde o início para cumprir normas rigorosas de emissões, este quatro cilindros de 180 CV é uma referência mundial em termos de consumos reduzidos, disponibilizando simultaneamente um binário máximo de 430 Nm para uma aceleração potente sempre que o condutor o exija, estando disponível com tração traseira e tração integral.

Modelos Jaguar XE e XF obtêm cinco estralas NCAP em segurança na Europa

Em 2015, as berlinas Jaguar XE e XF receberam a classificação máxima de cinco estrelas nos testes de segurança da Euro NCAP.

Os modelos XE e XF obtiveram uma classificação superior em todas as categorias: adultos, crianças, peões e assistência à segurança, e encontram-se entre os mais valorizados dos seus respetivos segmentos.

Em complemento a uma proteção excecional em caso de embate, o XE e o XF beneficiam também de uma gama completa de sistemas de segurança ativa, que incluem o Sistema Autónomo de Travagem de Emergência (AEB), integrado no equipamento de série na Europa, que utiliza uma câmara estéreo para visualizar a estrada e detetar os objetos que poderão representar uma ameaça de colisão: o sistema pode proporcionar avisos visuais e sonoros ao condutor e é capaz de acionar automaticamente os travões se considerar que o risco de embate é iminente.

OJE

Recomendadas

“Annie Ernaux, os anos super 8”: juntar o íntimo ao social e à História

O público português pode marcar encontro com a escritora francesa Annie Ernaux, Nobel da Literatura 2022. No grande ecrã, estreia um documentário que é também um retrato social, a 15 de dezembro, e nas livras irá encontrar a reedição de uma obra sua esgotada há 20 anos.

António Costa e a maldição do sete. Ouça o podcast “Maquiavel para Principiantes”

“Maquiavel para Principiantes”, o podcast semanal do JE da autoria do especialista em comunicação e cronista do “Jornal Económico”, Rui Calafate, pode ser ouvido em plataformas multimédia como Apple Podcasts e Spotify.

Didier Fiúza Faustino: 30 anos a questionar

Os projetos do “artista-arquiteto” franco-português, como o próprio se define, são marcados pelo questionamento do papel político da criação e da nossa posição enquanto sujeitos e cidadãos. O MAAT, em Lisboa, dedica-lhe uma retrospetiva que Faustino vê mais como um exercício prospetivo.