JE pioneiro a exibir vídeo na plataforma Spotify

O JE, que disponibiliza vários podcasts nesta plataforma de streaming, tornou-se pioneiro ao agregar o formato vídeo no Spotify, plataforma que até há pouco tempo apenas permitia o upload em formato de áudio.

O “Jornal Económico” tornou-se esta segunda-feira um dos primeiros órgãos de comunicação social portugueses a utilizar uma nova funcionalidade no Spotify.

Desta forma, o JE, que disponibiliza vários podcasts nesta plataforma de streaming, tornou-se pioneiro ao agregar o formato vídeo no Spotify, plataforma que até há pouco tempo apenas permitia o upload em formato de áudio.

O JE tornou-se pioneiro nesta nova funcionalidade com o programa “Atlantic Connection”, um programa conduzido em parceria pela BM&C News e pelo “Jornal Económico”, que oferece uma perspetiva em português sobre os grandes temas da atualidade global.

O JE Podcast disponibiliza podcasts como o “Ideias com Nome Próprio”, “Falar Direito”, “Conversas com Norte”, “Maquiavel para Principiantes”, “A Arte da Guerra”, “Mercados em Ação”, “Talk the Tax” e “Let’s Talk About ESG”.

O JE Podcast é a plataforma de conteúdos áudio do Jornal Económico. No JE Podcast pode ouvir todos os dias as principais notícias que marcam a atualidade e escutar programas temáticos como “Ideias com Nome Próprio”, “Falar Direito”, “Conversas com Norte”, “Maquiavel para Principiantes”, “A Arte da Guerra”, “Mercados em Ação”, “Talk the Tax”“Let’s Talk About ESG”.

Recomendadas

ElliQ, o robô de companhia para idosos

O ElliQ é um robô de companhia, controlado por voz, destinado a adultos com mais de 65 anos, sobretudo os que vivem sozinhos. 

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.

JE Bom Dia. Lagarde deverá anunciar nova subida dos juros

Bom dia. O BCE deverá dar sinais esta quinta-feira quanto à continuidade da política monetária. A inflação dá tréguas nos EUA, mas as projeções são mais cautelosas na Zona Euro.
Comentários