JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira, 4 de maio

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta quarta-feira.

O primeiro-ministro, António Costa, durante a sessão plenária para apresentação do programa do XXIII Governo Constitucional na Assembleia da República, em Lisboa, 08 de abril de 2022. MIGUEL A. LOPES/LUSA

 

Ouça e acompanhe o podcast “JE Notícias” em:

Spotify | Google Podcasts | Apple Podcasts

 

 
O primeiro-ministro, António Costa, vai visitar a Ucrânia em breve, como resultado do convite feito pelo primeiro-ministro ucraniano Denys Shmyhal, com quem esteve reunido por vídeoconferência esta quarta-feira, 4 de maio.

A data já está marcada, mas o primeiro-ministro ainda não quis revelar. No entanto, explicou que na visita à Ucrânia vai reunir-se tanto com o primeiro-ministro, como com o presidente Volodomyr Zelensky. Na ocasião os líderes vão proceder à “assinatura de um acordo de apoio financeiro significativo” para a Ucrânia através do fundo monetário.
 

 
O PCP respondeu às criticas de que foi alvo por parte do presidente da associação Refugiados Ucranianos (UAPT), Maksym Tarkivskyy, e garantiu que são antidemocráticas, o que já valeu reação da Associação dos Ucranianos em Portugal.

As declarações do PCP surgem na sequência de Maksym Tarkivskyy ter dito, em entrevista à “Lusa”, que não percebia como PCP continuava a existir em Portugal. “É um partido que está basicamente neste momento a apoiar a guerra, não entendo mesmo” sublinhou.
 

 
Os trabalhadores da Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL) vão estar em greve na próxima sexta-feira, 6 de maio, após a proposta do conselho de administração da EMEL de 20 euros e a recusa relativamente a outras reivindicações dos trabalhadores, que “não responde minimamente ao brutal aumento do custo de vida”, aponta o Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal (CESP).

“A proposta do conselho de administração da EMEL de 20 euros – 66 cêntimos por dia, e a recusa relativamente a um conjunto de outras importantes reivindicações dos trabalhadores, não responde minimamente ao brutal aumento do custo de vida”, avança o sindicato, realçando que “os trabalhadores da EMEL são o garante do funcionamento da empresa, sem o qual não seria possível a obtenção de resultados tão valorizados pela empresa e pela CML, sua única acionista”.
 

 
Os acionistas do BCP votam hoje os dividendos e o Conselho de Administração para o mandato de 2022 a 2025.

O Millennium BCP realiza hoje a assembleia-geral anual de acionistas em que serão votadas os dividendos relativos a 2021 e a recondução de Nuno Amado e Miguel Maya como presidente do Conselho de Administração e presidente executivo do banco, respetivamente.
 

 
O Papa Francisco sugeriu que a NATO poderá ter motivado a invasão da Rússia à Ucrânia, numa ocasião onde voltou a reforçar a sua vontade de se encontrar com o presidente russo.

Francisco disse que a NATO “ladrou” à porta da Rússia e que isto pode ter provocado a invasão da Ucrânia.
 

 
A Comissão Europeia anunciou hoje que os estados-membros vão impor um embargo ao petróleo russo e aos produtos refinados.

“Vamos descomissionar o fornecimento de petróleo no espaço de seis meses e de produtos refinados até ao fim do ano”, disse Ursula Von der Leyen hoje no Parlamento Europeu.
 

 
Os lucros da EDP Renováveis dispararam 75% para 66 milhões de euros no primeiro trimestre face a período homólogo.

O EBITDA subiu 46% para 394 milhões de euros devido a uma “melhor evolução de top line devido à excelente performance operacional do portfólio base”.
 

 
Anabela Carvalheira disse esta quarta-feira de manhã à Lusa que a paralisação, a oitava desde o início do ano, tinha às 06h35 uma adesão de cerca de 100%, adiantando que já foram entregues na terça-feira pré-avisos de greve para os dias 18 e 27 deste mês entre as 05h00 e as 09h00.

“[O pré-aviso de greve] tem a ver com as condições de trabalho, a falta de efetivos e o clima por parte da direção relativamente aos trabalhadores”, referiu.
 

 
A Assembleia Municipal de Lisboa aprovou esta terça-feira, apenas com a abstenção da Iniciativa Liberal (IL), a proposta de gratuitidade dos transportes públicos na cidade para residentes jovens e idosos.

Antes da votação da proposta neste órgão deliberativo do município, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas (PSD), apelou a “um voto unânime”, considerando que aprovação representa “um dia histórico” para a cidade, porque a medida tem “uma importância direta para o impacto da vida dos lisboetas”.
 

 
A NOS teve lucros de 41,1 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano, o que representa uma subida de 34,6% em relação ao mesmo período de 2021. As receitas consolidadas da operadora de telecomunicações aumentaram, em termos homólogos, 10,6% para 373,4 milhões de euros, dos quais para 365,8 milhões de euros são das comunicações (+9%).

O EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) consolidado cresceu 4,8% para 159,4 milhões de euros em relação ao mesmo trimestre do ano passado, de acordo com o relatório financeiro divulgado esta terça-feira pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Recomendadas

“Jogo Económico”. FC Porto: Como o ‘quarteto’ do Olival valorizou 44 milhões de euros esta época

Dos 44 milhões de euros que resultou da evolução dos quatro jogadores que foram formados no Olival, academia de futebol do FC Porto, aos 25,3 milhões de euros, desvalorização do plantel azul e branco esta temporada, conheça os números que marcaram o trajeto dos “dragões”.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta terça-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta terça-feira.

Abramovich. Governo português com poder para travar venda do Chelsea

O Governo britânico está pronto para aprovar a venda do Chelsea, no valor de 4,25 mil milhões de euros, mas ainda existem obstáculos, revela a “BBC”.
Comentários