JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira, 5 de setembro

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta segunda-feira.

 

Ouça e acompanhe o podcast “JE Notícias” em:

Spotify | Google Podcasts | Apple Podcasts

 

 
Os consumidores estão a pagar uma nova parcela pelo consumo energético, que é paga juntamente com o custo final, mas os operadores não estão a revelar a forma de cálculo para chegar ao valor da mesma. A parcela adicional está a chegar a cada vez mais famílias, à medida que se renovam os contratos e o valor em causa muda consoante a data da fatura e o período da contagem, segundo relata a Deco Proteste.

A organização da defesa do consumidor, num artigo publicado no seu site, destaca que os consumidores não podem saber que contas foram feitas para chegar ao valor cobrado, já que não foi divulgada a forma de cálculo (que pode variar de operador para operador) do valor em causa.
 

 
A Organização dos Países Exportadores de Petróleo e os seus aliados (OPEP+) acordaram hoje um pequeno corte de meta de produção de petróleo visando elevar os preços que caíram devido aos receios de uma desaceleração económica, avança a “Reuters”.

Em outubro, os produtores de petróleo reduzirão a produção em 100.000 barris por dia (bpd), equivalente a apenas 0,1% da procura global. Isto é, concordaram em “regressar às quotas de agosto”.
 

 
Sem surpresa, a ministra dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido, Liz Truss, venceu as eleições internas do Partido Conservador e é a nova primeira-ministra do país, acaba de anunciar o próprio partido.

Truss deixa assim para trás, a considerável distância, o seu oponente, o ex-ministro das Finanças Rishi Sunak. Ele lê o resultado. Liz Truss conseguiu 81.326 votos, Rishi Sunak ficou-se pelos 60.399 – num universo de 172.437 eleitores e uma participação de 82,6%.
 

 
Pelo menos duas pessoas morreram e outras 11 ficaram feridas num atentado suicida hoje perpetrado junto à Embaixada da Rússia em Cabul, no Afeganistão, segundo as autoridades locais.

Um bombista suicida detonou vários explosivos junto à entrada da representação diplomática russa, localizada na zona sudoeste da capital afegã, de acordo com as agências internacionais, que citam as autoridades locais.
 

 
A UNITA anunciou hoje que o Tribunal Constitucional (TC) de Angola vai apreciar o seu pedido para que seja declarada a ineficácia da ata dos resultados eleitorais definitivos aprovada em 28 de agosto.

“O pedido de suspensão da eficácia da deliberação reúne os pressupostos para ser objeto de apreciação pelo Tribunal Constitucional. Desta feita, resta-nos aguardar pela decisão do TC”, adiantou a União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA) em comunicado.
 

 
Oito acusados no caso do atentado na cidade francesa de Nice em 2016 vão sentar-se a partir de hoje no banco dos réus, entre eles conhecidos do terrorista radical islâmico que fez 86 mortos e 450 feridos.

Cumpria-se mais um feriado do 14 de julho em Nice (sul) em 2016, com o afamado Passeio dos Ingleses cheio de famílias que vinham ver o fogo de artifício, quando um camião aparentemente descontrolado foi direito à multidão e atropelou indiscriminadamente quem estava nesta avenida, onde o trânsito estava cortado à circulação. O atentado foi reivindicado pelo Daesh.
 

 
Após oito semanas de eleições internas para substituir Boris Johnson à frente do partido Conservador, os britânicos vão hoje saber se a favorita Liz Truss será a terceira mulher primeira-ministra, ou Rishi Sunak o primeiro chefe de governo não caucasiano.

O anúncio pelo Comité 1922, o conselho dos deputados que organiza as eleições para a liderança, terá lugar às 12:30 em Londres, mas a passagem do ‘bastão’ só terá lugar na terça-feira, quando Johnson apresentar a demissão de primeiro-ministro à rainha Isabel II no castelo de Balmoral, na Escócia.
 

 
O Governo reúne-se hoje em Conselho de Ministros extraordinário para aprovar um pacote de medidas de apoio ao rendimento das famílias que visa responder ao contexto atual de inflação e aumento do custo de vida.

O início da reunião está agendado para as 15:00 horas e o pacote a aprovar pelo executivo deverá rondar os dois mil milhões de euros, de acordo informações veiculadas por alguns órgãos de comunicação social.
 

 
Depois das férias de verão, os deputados retomam esta semana a discussão em torno da Agenda do Trabalho Digno, proposta de lei do Governo que foi aprovada, na generalidade, em julho e será agora a ser apreciada na especialidade, no âmbito de um grupo de trabalho que foi criado especificamente para esse fim.

Conforme já tinha adiantado ao Jornal Económico o deputado socialista Fernando José, o referido grupo de trabalho foi ainda constituído em julho, nas semanas que se seguiram à aprovação em plenário, mas a sua primeira reunião ficou prevista somente para depois do verão.
 

 
O antigo ministro Luís Marques Mendes disse este domingo que espera um pacote de apoio às famílias, a ser anunciado amanhã após Conselho de Ministros, “robusto e impactante”, mas abaixo dos dois mil milhões de euros.

Para o comentador da SIC, o plano é “urgente e absolutamente necessário” porque as famílias estão a viver um “pesadelo” face ao aumento do custo de vida e perda de rendimentos.

Recomendadas

Assédio a jogadoras do Rio Ave. “Pode ser um kick-off para futuras denúncias”, refere Raquel Sampaio

A fundadora da Teammate Football Management revela ao Jornal Económico não estar surpreendida com a denuncia feita pelas jogadoras e pede um maior apoio das autoridades do futebol para que as futebolistas se sintam mais protegidas.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.

Jogadoras do Rio Ave acusam atual treinador do Famalicão de assédio sexual

Os casos de alegado assédio terão ocorrido na temporada 2020-21, quando o ex-técnico Miguel Afonso chegou à equipa, avançou o “Público”.
Comentários