JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira, 13 de maio

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta sexta-feira.

 

Ouça e acompanhe o podcast “JE Notícias” em:

Spotify | Google Podcasts | Apple Podcasts

 

 
A advogada de João Rendeiro revelou que o antigo banqueiro cometeu suicídio na prisão de Westville no leste da África do Sul.

“Não sei o que aconteceu. Ele matou-se”, disse June Marks à “RTP”. “Não consigo fazer mais comentários neste momento”.
 

 
A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho, testou positivo para a Covid-19, tendo faltado, por isso, à audição parlamentar sobre a proposta de Orçamento do Estado, que estava agendada para esta sexta-feira, dia 13 de maio.

“A senhora ministra testou positivo para a Covid-19 e, portanto, não pode, como gostaria estar aqui presente”, informou o secretário de Estado da Segurança Social, Gabriel Bastos, na sua intervenção inicial no Parlamento.
 

 
O antigo presidente do BPP João Rendeiro foi hoje encontrado enforcado na cadeia onde estava detido, na África do Sul, disse à Lusa a advogada do ex-banqueiro.

June Marks acrescentou ainda que as autoridades estão a investigar as circunstâncias do que aconteceu.
 

 
Em declarações à agência Lusa, a deputada do BE Mariana Mortágua antecipou uma das propostas de alteração que o partido apresenta no âmbito do debate na especialidade do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), cujo prazo de entrega no parlamento termina hoje.

“Portugal é um autêntico ‘offshore’ de criptomoedas, isso é um facto reconhecido internacionalmente. É um ‘offshore’ regulatório e é um ‘offshore’ fiscal, o que quer dizer que, se alguém investir em criptomoedas de um dia para o outro, ganha milhares de euros e transfere esse rendimento para euros ou compra uma casa, como já aconteceu no Norte do país há pouco tempo, e nunca é tributado por essas mais-valias”, justificou.
 

 
O ministro da Economia, António Costa Silva, disse esta quinta-feira esperar finalizar o processo de venda da Efacec à portuguesa DST SGPS até ao final de junho, no âmbito de reprivatização da empresa.

A posição de António Costa Silva foi transmitida durante uma audição na Comissão de Orçamento e Finanças (COF), no âmbito da discussão sobre a proposta do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), quando questionado pelo deputado social-democrata Joaquim Miranda Sarmento sobre o tema.
 

 
A Autoridade Tributária exige ao selecionador nacional o pagamento de 4,5 milhões de euros em IRS, revela hoje o “Expresso”. Estes valores são relativos aos exercícios de 2016 e 2017, anos em que Fernando Santos recebeu quase 10 milhões de euros através da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), tendo declarado e pago IRS sobre um salário anual de 70 mil euros, cinco mil euros por mês.

O selecionador recorreu para o tribunal arbitral e para o fisco, escreve o jornal, a forma como recebeu os rendimentos foi artificiosa e desenhada sobretudo para reduzir os impostos. Quando chegou à liderança da seleção em 2014, Fenando Santos não assinou um contrato individual de trabalho. Meses antes tinha criado uma empresa, a Femacosa, tendo-se constituído sócio-gerente, e a Federação contratou a prestação de serviços a esta empresa do selecionador e seus adjuntos. A Femacosa faturou à FPF 10 milhões em 2016 e 2017: 2,5 milhões foram transferidos para outras sociedades criadas pelos adjuntos, com o restante a caber a Fernando Santos.
 

 
Os CTT publicaram o relatório intercalar das operações realizadas no quadro do programa de recompra de ações próprias. Foi no passado dia 18 de março de 2022, que os CTT – Correios de Portugal deram início à negociação no quadro do programa de recompra de ações próprias.

“No contexto do programa de recompra de ações próprias anunciado em 16 de março de 2022, à data de 12 de maio de 2022, a sociedade já tinha adquirido 1.130.858 ações. Em consequência, a 12 de maio de 2022, a sociedade detinha, como resultado das operações de aquisição (…) um total acumulado de 2.630.859 ações próprias, representativas de 1,75% do capital social, incluindo 1.500.001 ações próprias anteriormente adquiridas”, lê-se no comunicado.
 

 
Estão abertas as candidaturas à Linha Tesouraria, destinada a apoiar as empresas do sector da produção suinícola e aos produtores de leite de vaca, refere o Banco de Fomento em nota oficial. A linha surge “para fazer face aos encargos de tesouraria resultantes da queda de preços da carne de suíno e do leite, a par de elevados custos de produção decorrentes do impacto da crise económica provocada pela COVID-19, agravados pelo contexto de seca extrema em todo o território nacional, e potencialmente reforçados pela incerteza no mercado europeu”.

Gerida pelo Banco Português de Fomento, com uma dotação global de 8,5 milhões de euros, esta Linha destina-se a micro, pequenas e médias empresas localizadas em território nacional, que desenvolvam atividade principal enquadrada no setor da suinicultura e leite.

Recomendadas

“Rui Costa confia em mim”. Roger Schmidt já fala à Benfica

O técnico mostrou-se “muito feliz” e falou da confiança da Direção, na chegada a Lisboa. O técnico alemão assinou contrato para as próximas duas temporadas.

Sporting. Rafael Leão vai render 19 milhões de euros

O acordo foi mediado por Jorge Mendes, agente do jogador, e inclui o valor definido pelo TAD, a que acrescem de juros, de acordo com a edição de hoje do jornal Record.

“Jogo Económico”. FC Porto: Como o ‘quarteto’ do Olival valorizou 44 milhões de euros esta época

Dos 44 milhões de euros que resultou da evolução dos quatro jogadores que foram formados no Olival, academia de futebol do FC Porto, aos 25,3 milhões de euros, desvalorização do plantel azul e branco esta temporada, conheça os números que marcaram o trajeto dos “dragões”.
Comentários