JE Talks: Indústria do Futebol em Portugal. Assista esta quinta-feira, às 15h00

O Jornal Económico dinamiza uma JE Talks dedicada à indústria do futebol em Portugal, uma conversa que vai reunir players do sector para medir pulso à atividade e perceber as tendências futuras. Assista esta quinta-feira, 28 de julho, às 15h00, na JE TV.

Na época 2020/21, o futebol profissional em Portugal contribuiu diretamente com mais de 550 milhões de euros para o PIB, gerou pelo menos 3.729 postos de trabalho e foi responsável pelo pagamento de mais de 192 milhões de euros em impostos, de acordo com números do último Anuário do Futebol Profissional Português. Se esta indústria conseguiu crescer em plena pandemia e numa altura em que as SADs viram-se privadas de receitas como a bilhética, que condições existem para crescer ainda mais no futuro?

O Jornal Económico transmite esta quinta-feira, 28 de julho, a JE Talks: Indústria do Futebol em Portugal, inserida no caderno especial que segue esta sexta-feira para as bancas com a edição impressa do jornal. Nesta conversa, vamos reunir especialistas e players do mercado para analisar de que forma poderá crescer esta indústria no futuro.

Além disso, iremos abordar desafios como a centralização dos direitos televisivos prevista para o final da década, o modelo de governação da Liga, como podem as Sociedades Desportivas diversificar receitas e como pode evoluir o mercado português enquanto potenciador de talentos para as grandes Ligas europeias.

Assista a esta JE Talks em direto, a partir das 15h00, na JE TV e nas restantes plataformas do Jornal Económico.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira, 8 de agosto

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta segunda-feira.

Liga portuguesa. Receita com a venda de jogadores supera La Liga e Ligue 1

As duas ‘Big5’ são superadas pela Liga portuguesa que, no seu global e neste mercado de transferências, já rendeu 344,6 milhões de euros. Esta janela de mercado pode tornar-se a segunda mais rentável da história do futebol português.

Ponta Delgada é o mais recente membro da Aliança Global para a Integridade Desportiva (SIGA)

Organização conta com mais 200 apoiantes multi-industriais internacionais e pretende a implementação dos mais elevados padrões de integridade no desporto. “Acordo abrirá o caminho para o futuro do Desporto”, destacou o português Emanuel Macedo de Medeiros, CEO da SIGA, natural de Ponta Delgada.
Comentários