Jeff Bezos vendeu 4 mil milhões de dólares em ações numa semana

Jeff Bezos admitiu numa entrevista, em 2017, que estava a vender ações da Amazon com valores perto de mil milhões de dólares por ano para financiar a Blue Origin LLC, a empresa de voos espaciais. 

Gus Ruelas /Reuters

É o homem mais rico do mundo e a sua fortuna continua a aumentar a olhos vistos. Jeff Bezos, reconhecido dono e fundador da Amazon, conseguiu vender dois milhões de ações durante a última semana, arrecadando um valor perto de quatro mil milhões de dólares (3,65 mil milhões de euros), avança a ‘Bloomberg’ com base em relatórios.

Os valores foram divulgados esta sexta-feira, 7 de fevereiro, quando as ações atingiram novos máximos. As transações fazem parte de um plano de negociação pré-estabelecido pelo fundador da empresa de comércio online.

Esta venda fez com que as ações de Bezos aumentassem para um valor superior a 14 mil milhões de dólares (12,79 mil milhões de euros), uma das maiores quantias dos últimos quatro anos, segundo os cálculos da ‘Bloomberg’. Jeff Bezos admitiu numa entrevista, em 2017, que estava a vender ações da Amazon com valores perto de mil milhões de dólares por ano para financiar a Blue Origin LLC, a empresa de voos espaciais.

Desde essa altura que Bezos conseguiu expandir as operações da empresa de foguetes espaciais e sinalizou os primeiros voos de testes em seres humanos, já para este ano. No entanto, além de se encontrar a vender, Bezos também se encontra preocupado em gastar dinheiro.

A ‘Bloomberg’ avança que o magnata foi vista a percorrer a Sotheby’s no passado mês de novembro, onde terá estabelecido um novo recorde para o artista Ed Ruscha com a compra de Hurting the World Radio #2 na leiloeira Christie’s por 52,5 milhões de dólares (48 milhões de euros). O mesmo relatório indica que Bezos também terá adquirido Vignette 19 de Kerry James Marshall por 18,5 milhões de dólares (16,9 milhões de euros) na Sotheby’s.

A escala a que Bezos tem vendido as suas ações na Amazon refletem a crescente valorização da empresa de comércio online, que ultrapassou um bilião de dólares (914 mil milhões de euros) no encerramento das negociações da Bolsa de Valores na passada terça-feira.

Ontem, 7 de fevereiro, as ações da Amazon fecharam em 2.079,28 dólares (1.899,49 euros). Atualmente, Jeff Bezos possui 11% da empresa de comércio online, cujo valor ascende a 115,5 mil milhões de dólares (105,5 mil milhões de euros), enquanto o património pessoal do empresário supera os 125,7 mil milhões de dólares (114,8 mil milhões de euros).

Relacionadas

Amazon volta a enriquecer Bezos. Em 15 minutos somaram-se 11,9 mil milhões de euros

A Amazon é o principal contributo para a fortuna de Jeff Bezos, sendo que o empresário ainda é proprietário da Blue Origin, de capital fechado, cujo valor ascende a 6,2 mil milhões de dólares (5,6 mil milhões de euros).

Amazon supera Google e Apple como empresa mais valiosa do mundo

Amazon lidera a lista de empresas mais valiosas do mundo. Empresa do homem mais rico do mundo vale mais 60 mil milhões de dólares que a Google e 80 mil milhões de dólares que a Apple.

Louco ano de Bezos. Divórcio custou-lhe oito mil milhões de euros mas ainda é o mais rico do mundo

O fundador e CEO da Amazon, Jeff Bezos, perdeu mais dinheiro do que qualquer outro bilionário em 2019, após a separação de MacKenzie Bezos. Mesmo assim, continua a ser o mais rico do mundo.

Jeremy Corbyn manda Jeff Bezos pagar impostos após fazer doação de quase 100 milhões de dólares

No ano passado, o dono da Amazon pagou exatamente 0 dólares em impostos apesar de ter lucrado 11 mil milhões no mesmo ano. O líder do partido trabalhista não aplaudiu a ação de caridade de Bezos e ao invés, mandou-o pagar os impostos que deve.
Recomendadas

PremiumLeia aqui o Jornal Económico desta semana

Esta sexta-feira está nas bancas de todo o país a edição semanal do Jornal Económico. Leia tudo na plataforma JE Leitor. Aproveite as nossas ofertas para assinar o JE e apoie o jornalismo independente.

Mali. ONU lança apelo por 688 milhões de euros para ajudar 5,7 milhões de pessoas

A Organização das Nações Unidas (ONU) lançou hoje um apelo por 751 milhões de dólares (688 milhões de euros) para dar resposta às necessidades urgentes de 5,7 milhões de pessoas no Mali.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.
Comentários