Jeremy Corbyn: “O voto não faz diferença à vida do nosso povo. O Labour está pronto para governar”

O líder do Partido Trabalhista já reagiu à votação da moção de censura a Theresa May: “A primeira-ministra perdeu a maioria no parlamento, o seu governo está um caos e ela é incapaz de entregar um acordo para o ‘Brexit’ que funcione para o país e coloque os empregos e a economia em primeiro lugar”.

Reuters

O dirigente do Partido Trabalhista divulgou uma declaração sobre o resultado da votação da moção de censura a Theresa May, poucos minutos depois de o deputado Graham Brady apresentar o veredicto e confirmar que a líder do Partido Conservador tem o apoio dos Tories.

“O voto desta noite não faz diferença para a vida do nosso povo. A primeira-ministra perdeu a maioria no parlamento, o seu governo está um caos e ela é incapaz de entregar um acordo para o ‘Brexit’ que funcione para o país e coloque os empregos e a economia em primeiro lugar”, disse Jeremy Corbyn.

O líder da oposição britânica argumenta, na mesma nota, que foi por isso que Theresa May atrasou a votação do acordo para a saída do Reino Unido da União Europeia esta semana. “E está tentando evitar trazê-lo de volta ao parlamento. É notório que ela não conseguiu negociar as mudanças necessárias na Europa”, defende.

Jeremy Corbyn aproveitou a ocasião para lembrar que o Labour “está pronto para governar todo o país e entregar um acordo que proteja os padrões de vida e os direitos dos trabalhadores”.

A moção de censura interna à liderança de Theresa May no Partido Conservador foi chumbada com 200 votos de apoio e 117 contra. Assim, a primeira-ministra britânica continuará ao comando dos Tories e do executivo do Reino Unido. A votação realizou-se no final desta tarde, entre as 18:00 e as 20:00, e os resultados foram apresentados às 21:00: com 200 votos de apoio e 117 contra, a governante britânica mantém-se no partido e, consequentemente, na liderança do executivo.

Moção de censura a May chumbada

Recomendadas

Conferência do Jornal Económico debate os grandes temas de 2023

O auditório principal do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) recebeu na passada sexta-feira, 16 de setembro, a conferência do sexto aniversário do Jornal Económico.

Primeiro-ministro espanhol testou positivo à Covid-19

Sánchez não disse se estava a sentir-se doente ou se iria cancelar outros compromissos na próxima semana.

Portugal registou 18.315 mil casos e 37 mortes de Covid-19 na última semana

A Direção-Geral da Saúde contabilizou mais 2.049 infeções em comparação à semana anterior.
Comentários