Jerónimo de Sousa apela ao reforço do PCP na “batalha que aí vem”

O líder do PCP que o país “só não teve Orçamento porque o PS não quis”, acrescentando: “Não quis afrontar os interesses do capital.”

António Cotrim/Lusa

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, apelou ao reforço do partido para “travar a batalha que aí vem”, nomeadamente as eleições legislativas, num almoço comício, na Marinha Grande.

“Esta confraternização tem um significado maior, bem precisamos reforçar este partido, e o partido reforça-se, reforçando os vossos ideais, as vossas aspirações, a vossa luta por uma vida melhor”, começou por dizer Jerónimo de Sousa no início da sua intervenção.

O apelo ao reforço, que não constava no seu discurso inicial, voltou a ser feito na sua despedida: “No momento em que se avizinham novas eleições, por isso e para mais além disso, comemoremos estes 100 anos de vida do partido dando a nossa contribuição. E cada um de vós pouco, muito, o necessário, não abdique de reforçar este partido. Hoje foi a participação neste almoço, numa bela sala. Estão aqui e é convosco que contamos para travar esta batalha de reforço do país”, frisou o secretário-geral do PCP.

Jerónimo de Sousa insistiu que o país “só não teve Orçamento porque o PS não quis”, acrescentando: “Não quis afrontar os interesses do capital.”

Recomendadas

Margarida Balseiro Lopes: “Surpreende-me a insensibilidade social de muitas medidas do Governo”. Ouça o podcast “Discurso Direto”

Discurso Direto é um programa do Novo Semanário e do Jornal Económico onde todas as semanas são entrevistados os protagonistas da política, da economia, da cultura e do desporto. Ouça a entrevista a Margarida Balseiro Lopes, uma das vice-presidentes do PSD.

“Surpreende-me a insensibilidade social de muitas medidas do Governo”. Margarida Balseiro Lopes em “Discurso Direto”

Discurso Direto é um programa do Novo Semanário e do Jornal Económico onde todas as semanas são entrevistados os protagonistas da política, da economia, da cultura e do desporto. Veja a entrevista a Margarida Balseiro Lopes, uma das vice-presidentes do PSD.

Paciência zero para a política Covid zero na China. Ouça o podcast a “A Arte da Guerra”

A política de Covid zero começa a fazer mossa na China com o confinamento de centenas de milhões de pessoas a desencadear protestos pouco comuns na presidência de Xi Jinping. Os incidentes diplomáticos no Qatar e a perseguição aos curdos por parte de Erdogan são também temas em análise.
Comentários