PremiumJerónimo de Sousa deixa de ser líder do PCP no Congresso?

Aconteça o que acontecer no XXI Congresso do PCP, agendado para 27, 28 e 29 de Novembro, Jerónimo de Sousa já superou em longevidade o seu antecessor à frente do “partido com paredes de vidro”

Aconteça o que acontecer no XXI Congresso do PCP, agendado para 27, 28 e 29 de Novembro, Jerónimo de Sousa já superou em longevidade o seu antecessor à frente do “partido com paredes de vidro”. O único “resistente” da Assembleia Constituinte que ainda se encontra na Assembleia da República levará então 15 anos de liderança partidária, enquanto CarlosCarvalhas não passou de uma dúzia e cedeu o lugar aos 63 anos, dez menos do que o operário natural de Pirescoxe terá na reunião magna dos comunistas portugueses.

Ainda que Jerónimo de Sousa não fale abertamente do tema – em entrevista à TSF e ao “Diário de Notícias” deixou apenas uma garantia: “Nunca serei um problema no Congresso do meu partido” -, e tenha chegado a deixar recados durante a campanha eleitoral dirigidos a quem tivesse pressa em falar da sua sucessão, poucas dúvidas restam de que oXXI Congresso vá servir para a passagem de testemunho a uma nova geração, à qual caberá preparar atempadamente um ciclo eleitoral (autárquicas de 2021 e legislativas de 2023) em que o PCP procurará inverter a tendência de queda dos últimos anos.

É muito provável que os comunistas cheguem a 2021, ano em que celebram o centenário do partido, com uma liderança completamente renovada. Mais duvidoso será que tenham um secretário-geral nascido depois do 25 de Abril de 1974, como sucederia se Jerónimo de Sousa cedesse o lugar ao eurodeputado João Ferreira ou ao líder do grupo parlamentar João Oliveira, e ainda mais improvável que uma mulher assuma a liderança. Outras hipóteses passam pelo ex-deputado Francisco Lopes – que cedeu o mandato a BrunoDias -, que terá então 65 anos ou pelo presidente da Câmara de Loures, Bernardino Soares, embora neste caso também houvesse um profundo rejuvenescimento, pois o autarca assumiria o lugar antes de chegar aos 50 anos.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumGeorge Clooney e o Speedmaster ’57

Coincidindo com o 65º aniversário da linha Speedmaster, a coleção completa Omega Speedmaster ’57 inclui agora oito novos modelos.

PremiumBiografia de Lula Inácio da Silva

Para lá das emoções que provoca, positivas ou negativas, Lula da Silva está entre as maiores figuras políticas da história do Brasil. Oriundo da classe operária, opositor ativo e convicto de uma ditadura militar que sufocou a sociedade e a economia brasileiras entre 1964 e 1985, a sua história e as suas lutas confundem-se com as de um povo que, por duas vezes, o elegeu presidente da nação.

PremiumAlbano Jerónimo: “Existe uma falta de empatia por parte do poder. A cultura é o parente pobre”

Acaba de chegar às salas de cinema o filme “Restos do vento”, realizado por Tiago Guedes e protagonizado por Albano Jerónimo. Este ano, o ator, que corre célere a via do sucesso com muito empenho como combustível, irá ainda figurar na série “El Presidente”, a estrear em breve na Amazon Prime, no filme “The Nothingness Club”, de Edgar Pêra, no qual é Álvaro de Campos, e ainda na longa-metragem “O Pior Homem de Londres”, rodada em inglês e dirigida por Rodrigo Areias.
Comentários