Jerónimo de Sousa: “O processo é de definhamento até perdermos a TAP”

O secretário-geral do PCP defende que o “Estado português” se submeteu aos “ditamos” e “imposições” da União Europeia.

Tiago Petinga/Lusa

Depois de ontem a Comissão Europeia ter aprovado o plano de reestruturação da TAP no valor de 2.550 milhões de euros e 107,1 milhões em ajudas no âmbito da Covid-19, o secretário geral do Partido Comunista Português (PCP) criticou o processo e garantiu que se está a traçar um caminho para Portugal perder a TAP.

“Não há um objetivo de cooperação, há um objeto de imposição em relação a uma empresa de bandeira tão importante, importante para o país, importante para as nossas comunidades no estrangeiro, importantes para as nossas regiões autónomas”, destacou Jerónimo de Sousa, acrescentando “o processo [percorrido pela transportadora aérea] é de definhamento até perdermos a TAP”.

Para o comunista este é “um processo que deveria ter sido conduzido pelo estado português”. Não tendo decorrido dessa forma, Jerónimo de Sousa defende que o  “Estado português” se submeteu “aos ditamos da União Europeia , à imposição da União Europeia”. “De facto nas medidas que ali estão enunciadas dá impressão que se procurou agradar aqueles que querem a sua privatização ou até a sua destruição”, considerou.

Jerónimo de Sousa recordou ainda os despedimentos que existiram na TAP e avisou que não se pode acreditar que o país coloca “um grupo económico” envolvido com a transportadora aérea e depois acreditar que Portugal “tem ali um papel”.

Com a reestruturação a TAP sujeitou-se a algumas alterações, como é o caso da redução do número de aviões de 108 para 96 ou a cedência de 5% dos slots em Lisboa.

Relacionadas

Adeus TAPzinha? 11 pontos para ficar a conhecer a nova TAP

A perda de slots no aeroporto de Lisboa, a frota, o futuro da Groundforce ou a posição de Humberto Pedrosa. Saiba como vai ficar a companhia aérea depois do plano de reestruturação ser aprovado em Bruxelas.

PNS: Groundforce só será vendida em “condições satisfatórias para a TAP”

“Não vamos ter uma TAPzinha” no final deste processo, diz Pedro Nuno Santos, numa referência aos 99 aviões que a companhia vai poder ter. E diz que nenhuma outra companhia poderia substituir a TAP em Lisboa.

TAP: Comissão Europeia aprova 107,1 milhões para compensar efeitos da pandemia

Este auxílio estatal visa compensar a companhia aérea pelos danos sofridos entre 1 de julho de 2020 e 30 de dezembro de 2020 como resultado direto das restrições de viagens impostas para tentar limitar a propagação da Covid-19.
Recomendadas

Covid-19: China anula várias medidas de prevenção e sinaliza fim da estratégia ‘zero casos’ (com áudio)

O Conselho de Estado (Executivo) anunciou que quem testar positivo para o vírus pode, a partir de agora, cumprir isolamento em casa, em vez de ser enviado para instalações designadas, muitas vezes em condições degradantes.

Covid-19: Pandemia provocou mais 300 mil mortes na UE do que as oficiais, diz OCDE

“No final de outubro de 2022, mais de 1,1 milhões de mortes de covid-19 foram reportadas em todos os 27 países da UE, mas os dados sobre o excesso de mortalidade sugerem que se trata de uma subestimativa e que mais 300 mil pessoas morreram devido ao efeito direto ou indireto da pandemia”, refere o relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e da Comissão Europeia (CE).

Covid-19: Problemas de saúde mental aumentaram na Europa, sobretudo nos jovens

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) explica no relatório comparativo da situação de saúde na Europa que, enquanto em 2019 a percentagem de jovens entre 15 e 24 anos com sintomas de depressão era de 6%, contra 7% nos adultos, com o coronavírus os números aumentaram em todos os países para os quais existem dados.
Comentários